Organização

Nutricionista ensina a montar o cardápio dos filhos gastando pouco

Monte um cardápio saudável para as crianças e tente comer mais em casa para economizar
Monte um cardápio saudável para as crianças e tente comer mais em casa para economizar

Quando se trata de montar o cardápio das crianças, muitas pessoas ficam na dúvida sobre quais alimentos não podem faltar na dieta. Frutas, legumes, o clássico arroz + feijão, carnes, diferentes vegetais e muitos outros alimentos. E você sabia que dá para montar uma rotina de alimentação infantil bem nutritiva, saudável e sem gastar muito? Para ajudar nesse assunto, nós conversamos com a nutricionista Luciana Novaes, especializada em saúde infantil. Ela deu várias dicas importantes para montar o cardápio dos filhos gastando pouco. Confira!

Dê preferência aos legumes e frutas da época

Não dá para abrir mão dos legumes, frutas e verduras, né? Principalmente quando se trata de alimentação infantil, pois as crianças estão em fase de crescimento e precisam de todos os nutrientes necessários para isso!

A boa notícia é que é possível sim fazer um cardápio saudável e ao mesmo tempo barato, basta recorrer aos alimentos da safra (isto é, aqueles que estão em alta em determinada estação). De acordo com a nutricionista Luciana Novaes, essa é uma boa tática para fazer o seu filho comer bem sem gastar muito. "Uma boa dica é aumentar o consumo de legumes no almoço e jantar, dando preferência aos que estão na época porque costumam ter mais vitaminas e o preço sempre estará mais em conta pela grande oferta", explica a profissional.

Faça as refeições em casa para controlar melhor os gastos

Para garantir uma boa economia com a alimentação dos filhos, outra sugestão é evitar comer fora de casa - assim, você controla melhor os gastos e garante um cardápio mais saudável para os pequenos. Bem simples, né? Segundo a nutricionista, é muito importante variar nos alimentos que oferecemos no dia a dia das crianças.

"Fazer mais refeições em casa, com alimentos preparados com pouca quantidade de sal ou açúcar. É importante que a criança coma alimentos variados, de preferência naturais e integrais, em quantidades suficientes para garantir a ingestão de todos os nutrientes necessários ao seu desenvolvimento e crescimento", explica Luciana.

Além disso, vale destacar que são muitos os grupos de alimentos que devem fazer parte da dieta infantil. A nutricionista listou os principais - ou seja, aqueles que são indispensáveis para o bem-estar das crianças. "Todo dia deverão estar presentes os seguintes alimentos: cereais (arroz, batata, inhame, mandioca, aveia), leguminosas (feijão, ervilha, grão de bico, lentilha, soja), fontes de proteína animal (carne, ovos, leite, frango, peixe) ou vegetal (de preferência mais leguminosas), verduras (brócolis, espinafre, couve, alface, bertalha, acelga), legumes (cenoura, chuchu, abóbora, vagem, beterraba) e frutas (banana, laranja, maçã, morango, mamão, abacaxi, melancia)", acrescenta a profissional.

Prepare uma merenda escolar caseira e bem nutritiva

Na hora de montar a merenda escolar das crianças, você também pode recorrer aos lanches caseiros. Prepare sanduíches (com frios e alguma pastinha, quem sabe), frutas da estação, um suquinho natural e por aí vai. O ideal é que você prepare a merenda em casa em vez de dar dinheiro para as crianças comerem na escola, por exemplo. Assim, você garante mais economia e consegue montar um cardápio mais saudável para os pequenos.

A nutricionista Luciana deu uma boa sugestão de como montar a merenda escolar de um jeitinho prático: "A lancheira escolar pode ser formada por um biscoito sem recheio (cream craker, polvilho) ou uma fatia de bolo caseiro, uma fruta e um iogurte natural sem açúcar, por exemplo", finaliza a profissional.

* Luciana Novaes é nutricionista mestre em Saúde Pública pela FIOCRUZ com especialização em Saúde Materna e Infantil e Nutrição Clínica e Estética pelo IPGS

Matérias: Organização

Ver mais