Economia do lar

Nada de exagero! Aprenda a fazer uma ceia de Natal ou ano novo para poucas pessoas

Para fazer uma ceia de Natal para poucas pessoas uma dica é não comprar comida demais para ela não acabar estragando depois
Para fazer uma ceia de Natal para poucas pessoas uma dica é não comprar comida demais para ela não acabar estragando depois

Uma das marcas das ceias de Natal tradicionais é a grande variedade de comida disponível para o jantar. Com uma travessa de cada prato, a mesa acaba ficando cheia e todo mundo sai com uma marmita para o dia seguinte. Mas no caso das famílias pequenas, esse não pode ser o costume, já que fazer muita comida pra pouca gente acaba gerando desperdícios e um gasto excessivo. Está com dificuldades de planejar a ceia de Natal ou de ano novo para uma quantidade pequena de pessoas? Dá uma olhada nessas dicas e evite o exagero!

1. Planejamento é a palavra

Da mesma forma que uma ceia para muitas pessoas deve ser bem planejada para que não falte comida, quando você tem uma quantidade menor de convidados o ideal é tomar o mesmo cuidado para evitar o desperdício. Antes das compras, determine os pratos que serão feitos e a quantidade exata de pessoas que vai estar com você. Assim vai acabar sendo mais simples não perder a mão, começando pelo carrinho do mercado. Leve uma lista com todos os ingredientes e suas respectivas quantidades anotadas e tome cuidado para não comprar nada no impulso.

2. Invista em receitas menores dos pratos clássicos

Peru de Natal, bacalhau, arroz natalino, tender e rabanadas são apenas alguns dos pratos típicos dessa época do ano que muita gente fica cheio de expectativa para provar. Fazer uma ceia menor não significa que você não pode ter cada um deles, mas que precisa diminuir as quantidades para evitar sobras. Compre peças menores das carnes e procure receitas que sejam fáceis de diminuir sem que haja perda no sabor do prato. Os pães de rabanada, por sua vez, devem ser comprados na quantidade certa e preparados de acordo com o gosto da sua família: tem quem prefira comer a rabanada quentinha e quem não se importe com ela fria ou gelada.

3. Diminua a variedade

Por mais que a mesa farta da ceia de Natal seja bonita de se ver, investir numa grande variedade de pratos quando não haverá gente suficiente para comer tudo não é a melhor das opções. Escolha, no máximo, duas carnes - e prepare quantidades pequenas de cada uma delas -, duas ou três sobremesas pequenas, como pudim, manjar e um pavê em acompanhamentos leves. Saladas de folhas, maionese, salpicão, farofa e outros pratos que podem ser feitos em porções pequenas são ótimas opções.

4. Armazene as sobras da maneira correta

Se, mesmo com todos os cuidados, você ainda tiver sobras de comida depois do almoço do dia 25 e da marmita para o dia 26, é importante que elas sejam armazenadas da maneira correta. Primeiro, tire tudo de panelas e travessas grandes e coloque em potes menores, para facilitar na organização da geladeira e na visualização. Isso também facilita na hora de consumir. Dependendo do que tiver sobrado, pense em reaproveitar em outros pratos. As carnes podem ser transformadas em recheios para sanduíches, por exemplo. Legumes e arroz branco podem ser usados em sopas e outros pratos. O importante é evitar que vá tudo para o lixo, ok?

Matérias: Economia do lar

Ver mais