Economia do lar

7 maneiras de economizar na hora de preparar os alimentos

Comprar os ingredientes para preparar sua própria comida é uma das principais dicas para economizar
Comprar os ingredientes para preparar sua própria comida é uma das principais dicas para economizar

Se você acha que mercado é sinônimo de gastos é melhor começar a rever os seus conceitos! Isso porque a outra opção é simplesmente comer na rua, algo que na maior parte das vezes sai mais caro. Por isso, mesmo que você coloque na cestinha produtos que custam mais é possível economizar na hora de preparar os alimentos. Quer saber como? Então dá uma olhada nas nossas 7 dicas:

1. Use as sobras dos alimentos

O primeiro passo para economizar é evitar o desperdício. Afinal, assim você não precisa ir várias vezes ao mercado, já que a comida dura mais tempo. Sabe aquele restinho de comida que sobrou da semana na geladeira? Que tal juntar tudo na frigideira? Em vez de simplesmente se convencer que vai comer depois enquanto indiretamente espera tudo apodrecer você acaba com o mal pela raiz ao botar tudo no prato. E fica gostoso, viu?

Se quiser também dá para aproveitar essas sobrinhas no preparo de outros pratos. A carne moída, por exemplo, é ótima para virar recheio de receitas, como panqueca e bolo de batata. O principal é não deixar nada ir para o lixo.

2. Compre os ingredientes em vez da comida pronta

Tudo bem que comprar o prato feitinho, que só precisa ir para o micro-ondas, é bem prático e uma solução muito saborosa. Ainda assim, convenhamos que não é a melhor forma de economizar. Se esse é objetivo é melhor comprar cada um dos ingredientes e preparar a comida em casa. Acredite: às vezes o que você gasta em uma refeição pronta sai o mesmo que para vários dias, desde que ela tenha sido feita por você. Tudo bem que isso requer tempo, mas basta se programar que vai dar tudo certo!

3. Escolha as frutas da época

Você sabia que as frutas da estação são mais baratas? Isso porque, como o próprio nome diz, elas são colhidas naturalmente nesse período, o que garante uma oferta maior e, consequentemente, uma redução de preços. E, vamos combinar, fruta é um alimento bom de qualquer jeito, né? Então não importa se você gosta apenas de descascar e comer ou se usa no preparo de alguma receita: é só substituir que o resultado também vai sair delicioso. Seu bolso agradece.

4. Congele os alimentos sempre que possível

Congelar é uma ótima dica para quem acabou comprando mais do que precisava na hora de preparar um prato. Hortelã e outros tipos de verduras folhosas podem muito bem ir para o congelador, desde que tenham sido armazenadas de uma maneira específica. O mesmo vale para os pratos que você preparou!

Feijão, por exemplo, pode muito bem ir para o congelador - embora colocá-lo no pote de sorvete e correr o risco de decepcionar outros integrantes da casa seja opcional. Ao congelar a comida dura mais tempo e você pode aproveitar o resto do orçamento do mercado para comprar outras coisas que também te interessam, mas que ficaram de fora da listinha de compras pelo preço. Além disso, dá para inovar no preparo dos pratos aproveitando ingredientes que já estão prontos e só precisam ser descongelados.

5. Reaproveite os bagaços e as sementes dos alimentos

Seguindo mais uma vez a linha de evitar o desperdício, agora chegou a vez dos bagaços e das sementes. Você sabia que eles também podem ser usados no preparo dos seus pratos? Busque receitas que usam esses ingredientes no seu preparo para evitar jogar tudo fora sem a menor necessidade. Pode parecer algo bobo, mas acredite: vai render uma boa economia no fim do mês.

6. Use a tampa da panela na hora de cozinhar

Foi isso mesmo que você leu: usar a tampa da panela pode sim te ajudar a economizar! Isso porque ela ajuda a reter o calor, permitindo que o alimento em questão fique pronto mais rápido. Com isso você economiza gás ou, no caso dos aparelhos elétricos, luz. Fazendo isso com mais frequência a conta no fim do mês vai vir mais baixa que o normal.

7. Compre a comida no dia do desconto

Por fim, nada mais justo do que economizar diretamente na fonte! Para isso basta fazer as compras no dia do desconto no mercado. Alguns deles são fixos - como o "dia da feira" - e outros esporádicos, mas é importante ficar de olho para aproveitá-los sempre que eles aparecem. Só fique de olho: às vezes o desconto só vem se você comprar muitos produtos de uma vez, então tenha certeza que eles não vão estragar antes de serem consumidos.

Matérias: Economia do lar

Ver mais