Fun

Vai viajar com o cachorro de avião ou ônibus? 5 cuidados para não passar perrengue

Antes de colocar sair de casa, não se esqueça de incluir a coleira do pet na mala junto com uma tag de identificação
Antes de colocar sair de casa, não se esqueça de incluir a coleira do pet na mala junto com uma tag de identificação

Adotar um animalzinho é sempre uma ótima escolha! Mesmo que isso exija planejamento e alguns gastos a mais inesperados - sobretudo nos momentos em que você precisar fazer uma viagem e não quiser passar perrengue. Com apenas 5 cuidados imprescindíveis, é possível levar o cachorro junto com você no ônibus ou no avião e viajar sem preocupações! Anota aí as dicas que a gente separou!

1. Para viajar com o pet de ônibus ou avião, utilize uma caixa de transporte

Pode até ser bonitinho imaginar o dog livre, com a cabeça para fora da janela, os pelos ao vento e aquela típica expressão de alegria. Mas, acredite, isso não é nem um pouco seguro. Se você deseja viajar com o seu pet de de ônibus, o mais indicado é comprar uma caixa de transporte para cachorros ou adquirir uma daquelas cadeirinhas com cinto de segurança especialmente feitas para o dog.

Para transportá-lo no avião, o melhor é seguir a orientação da companhia aérea. Normalmente eles exigem caixas específicas que variam conforme o peso e o porte do cãozinho. Mas só de ter um equipamento de segurança você já pode relaxar durante a viagem e viajar tranquilo.

Bônus: No caso de viagens de carros, utilize a caixinha também! Não vale a pena ficar correndo riscos com coisas tão simples de evitar. Fora que levar o cachorro sem equipamento é considerado um tipo de infração de trânsito.

2. Leve um pouquinho de ração durante a viagem

Sabe aqueles snacks de viagem que a gente costuma levar para não passar fome? Então, que tal fazer isso com o seu pet também? Os bifinhos para cachorros já podem ser incluídos na lista de petiscos! Mas, para alimentá-lo bem e pelo menos duas vezes ao dia, leve também um pouco de ração.

Basta colocar a comida do seu cachorro em algum potinho (dá até para reaproveitar aqueles potes de vidro de palmito, geleia e afins perdidos pela casa) e carregá-la contigo na bolsa ou na mala. Um cuidado simples, prático e funcional!

3. Lembre-se de manter o pet sempre hidratado

Uma das maiores preocupações de quem tem um animal é, com certeza, a hidratação. Com todo aquele excesso de pelos é primordial mantê-lo refrescado no calor e, principalmente, em lugares fechados. Por isso, leve sempre uma garrafinha de água com você, ou opte por outros tipos de bebidas também saudáveis para cachorros, como sucos de frutas não adoçados e água de coco.

4. Antes de viajar, leve o cachorro ao veterinário

Para viajar 100% tranquilo é importante que a saúde do seu pet esteja em dia. Ou seja, dê uma olhada na carteira de vacinação, na data da última dosagem do remédio antipulgas e desvermifugação e tudo mais que for necessário. Pense também no destino da viagem! Certos lugares como casas de praia, isoladas ou no meio da natureza, normalmente são mais propensos a carrapatos e bichinhos indesejáveis.

5. Não se esqueça de colocar a coleira na mala

Manter a rotina do cachorro organizada durante uma viagem é realmente um desafio. Mas tem algo que você não pode deixar de lado: a atividade física diária do doguinho. Levá-lo para passear pelo menos uma vez por dia é muito importante. Por isso, não se esqueça de incluir a coleira na mala e, se possível, acrescente uma tag de identificação caso algo saia do previsto.

Matérias: Fun

Ver mais