Alimentação

Truques de cozinha: como flambar e selar um alimento com perfeição

Para flambar a carne é preciso ter alguns cuidados, mas o resultado final é delicioso
Para flambar a carne é preciso ter alguns cuidados, mas o resultado final é delicioso

A arte de flambar parece complicada, mas não é. E para que você não passe mais nenhum tipo de aperto na cozinha, a gente vai te ensinar exatamente como fazer para que o fogo passe pela sua refeição apenas para deixá-la mais saborosa e com um gostinho especial, tudo sem mistérios. De bônus, ainda vamos fazer o mesmo para explicar como funciona a técnica de selar uma carne. Chega de ser novato na cozinha! Pronto para as aulas? Então vamos lá que já está quase na hora de comer!

Para flambar, tenha muita calma e escolha bem os detalhes

A primeira coisa que você precisa saber sobre o processo de flambar uma carne é que o ideal é usar uma bebida de teor alcoólico de 40%. Você pode escolher rum, uísque, licor, conhaque e até vodca. Qualquer uma dessas bebidas está valendo, então apenas opte por aquela que pareça mais agradável ao seu paladar.

Feito isso, você deve preparar a carne. Muitos profissionais da culinária afirmam que o ideal é flambar apenas quando o alimento já estiver pronto. Então, quando chegar ao ponto em que você gosta, afaste a frigideira do fogo e vire o álcool. Derrame apenas um pouco na beirada da frigideira e devolva o recipiente para o fogo, inclinando-o levemente para que o fogo possa subir e tomar a carne. Em pouco tempo o álcool vai evaporar, deixando apenas o sabor levemente caramelizado para trás.

Dicas de segurança na hora de flambar um alimento

A principal das dicas é jamais despejar o álcool diretamente da garrafa na frigideira. O ideal é derramar uma pequena quantidade em um copo ou uma caneca e então virar o líquido no canto da pequena panela. Se você estiver usando uma panela mais funda, o ideal é despejar o álcool em uma concha e então aproximar o utensílio do fogo. O líquido ficará em chamas e, aí sim, é hora de virá-lo na panela em que a carne está. Não despeje mais álcool que isso nem na frigideira e nem na panela, o ideal é fazer o processo apenas uma única vez. Tome cuidado também para manter seu rosto distante das labaredas e evitar que panos de prato estejam por perto. Por fim, não se esqueça de que a garrafa da bebida deve estar o mais distante possível do fogão, tudo bem?

Selando sua carne com maestria

A arte da selagem pode ser feita com qualquer tipo de carne, desde bovina, suína até frango e peixes. Se você está na dúvida sobre qual proteína escolher, vale entender melhor para que ocasião cada uma delas é mais adequada. Mas, se você já sabe qual vai usar, é hora de colocar a mão na massa.

A principal ideia do processo de selagem é manter uma crosta suculenta pelo lado de fora do alimento e deixar que o meio e interior da carne se mantenha macio e menos escuro. Para que isso ocorra, você precisará manter a frigideira bem quente. A melhor forma de fazer isso é ligar o fogo e colocar o utensílio para esquentar durante cerca de 30 segundos. Quando for possível visualizar alguma fumaça, é hora de colocar a carne.

Primeiro, adicione um pouco de óleo, o suficiente para que todo o fundo seja coberto, mas não encharcado. Então adicione a carne, mas não a mude de lugar. Você deve mantê-la parada assim que a colocar na panela. Em um primeiro momento, você vai notar que o alimento ficará grudado no fundo, mas fique tranquilo: quando a crosta se formar, será fácil virar a carne para que o mesmo aconteça com a outra superfície.

Termine o cozimento em outra panela

Para evitar que sua carne acabe queimada, termine de cozinhá-la em uma grelha ou na churrasqueira. Utilize fogo baixo ou médio, porque dessa forma você não corre o risco de afetar a crosta da carne e acabar alterando o resultado final. A ideia nessa etapa é apenas acabar de cozinhar o interior do alimento, sem afetar a camada externa. Mas não se esqueça: o interior sempre deve ficar mais macio do que a parte selada, de modo que você não deve manter a carne por muito tempo no fogo, tudo bem? De resto, é só saborear e se deliciar com uma das melhores carnes que você já fez na vida. Bom apetite!

Matérias: Alimentação

Ver mais