Organização

Separe seu lixo: 5 dicas fáceis para descartar o lixo de toda a casa de forma mais responsável

É importante lavar as garrafas plásticas antes de enviá-las para a reciclagem
É importante lavar as garrafas plásticas antes de enviá-las para a reciclagem

Na correria do dia a dia nem nos damos conta, mas a verdade é que acumulamos muito lixo. Basta pensar no número de embalagens que jogamos fora todos os dias e na frequência com que temos que esvaziar a lixeira. Mas calma, não é preciso abrir mão de tudo para começar a ser mais sustentável, já que pequenas medidas também ajudam (e muito) a natureza. E o melhor que você pode fazer é simplesmente mudar a forma que você descarta o seu lixo. Dá uma olhada nesses 5 passos:

Guarde o papel que pode ser reutilizado em uma pasta

Imprimir documentos é um hábito corriqueiro para muita gente, mas e quando eles não servem mais? Comece a observar a quantidade de papel impresso de um lado só que você tem deixado jogado em diferentes cantos da casa e separe tudo em um único bolo. Pode ser conta de telefone, trabalho velho de curso ou exame de sangue que já caducou há muito tempo. Se realmente apenas um lado foi usado, guarde o papel em uma pasta. Assim, quando você precisar escrever alguma coisa poderá reaproveitar as folhas que já tem. Acredite, isso será mais útil do que você imagina. E se já tiver usado os dois lados pode transformá-lo em material seco para usar na compostagem.

Lave garrafas de vidro e de plástico

Que tal começar a reciclar outros materiais além do lixo orgânico? Você pode levar embalagens para uma cooperativa e ganhar um dinheirinho extra, ou então contratar uma empresa de coleta seletiva para que ela leve o seu lixo para um descarte mais sustentável. Mas não pense que basta separar tudo em lixeiras diferentes! Garrafas e potes de vidro ou plástico, por exemplo, precisam ser lavadas, porque caso contrário não poderão ser recicladas.

Além disso, é possível reutilizar! Potes pequenos podem ser usados para armazenar temperos, por exemplo, enquanto garrafas podem guardar água na geladeira. Se alguma coisa quebrar, não se esqueça de enrolar tudo em bastante jornal ou pano para quem for fazer a coleta não se corte.

Separe pilhas e baterias em uma caixa

Pilhas não podem ir para a lixeira comum! Isso porque elas são lixo eletrônico, assim como as baterias. Beleza, mas qual a diferença entre essa categoria e a de lixo normal? Simples: dentro desse tipo de material há um líquido tóxico que pode acabar contaminando o solo de lixões e aterros sanitários. Além disso, elas não são biodegradáveis, né? Como o objetivo é ser mais sustentável, o ideal é guardar pilhas e baterias em uma caixa e depois entregá-la em um local de coleta apropriado. Em algumas cidades há lixeiras específicas para esse propósito, então vale a pena procurar saber se tem alguma perto de onde você mora.

Coloque o óleo em garrafas de plástico

Você sabia que jogar o óleo na pia não é ruim apenas para o encanamento, mas também para o meio ambiente? Tudo bem que ele vai parar no esgoto, mas ainda assim pode acabar contaminando os mananciais. Conclusão: mais poluição desnecessária. Então, como resolver esse problema? Simples: guardando todo o óleo velho em uma garrafa plástica! Tá vendo como deixá-las limpinhas pode ser útil? Depois que elas estiverem cheias basta levar o material a um ponto de coleta.

Separe o lixo orgânico para fazer compostagem

Tudo bem que o ideal é realmente ter uma lixeira para cada tipo de resíduo, mas se a sua casa for pequena, separar o lixo orgânico do resto já vai ser de grande ajuda. Afinal, você mesmo pode transformá-lo em adubo! Já pensou poder deixar as suas plantinhas ainda mais bonitas com um fertilizante natural feito por você?

Muita gente acha que para fazer a famosa compostagem - processo que transforma o lixo orgânico em adubo - é preciso ter um grande quintal, mas não é bem assim. Afinal, até um pote de sorvete e uma bacia rasa podem ser suficientes para começar a fazer essa reciclagem caseira.

O passo a passo pode ser um pouco mais trabalhoso, mas se você continua empenhado vai ver que o processo continua sendo simples! Primeiro, faça furinhos no fundo do pote, e depois coloque bastante material seco, como serragem ou papelão, nele. Em seguida, ponha pelo menos metade dessa quantidade de lixo orgânico e termine com uma terceira grande camada de material seco. Depois é só colocar o pote na bacia, com o cuidado de fazer pequenos "pés" para não deixar os dois entrarem em contato direto. E pronto! Depois de 15 dias pode começar a remexer na terra, mas lembre-se de tirar tudo apenas quando o adubo estiver pronto - ou seja, quando o conteúdo estiver com cheirinho de terra.

Matérias: Organização

Ver mais