Alimentação

Qual a diferença entre os tipos de pão? Saiba que tipo de receita combina com cada um

O pão de forma pode ser utilizado para preparar uma grande variedade de sanduíches naturais
O pão de forma pode ser utilizado para preparar uma grande variedade de sanduíches naturais

O pão é um daqueles alimentos que não pode faltar na despensa! Mas, são tantos tipos diferentes desse delicioso carboidrato que fica difícil escolher apenas um. Existe pão francês, sovado, de forma... Que tal aprender a diferenciá-los e entender qual é o tipo de receita que mais combina com cada um? Conheça os principais tipos de pão e como usá-los na alimentação diária!

Pão francês é o clássico pão da padaria

Tradicional, presente no café da manhã de qualquer brasileiro e popularizado em Paris. Já sabe que estamos falando né? Conhecido também como pão de sal, pão branco, pãozinho ou cacetinho, o pão francês é o mais tradicional de todos. Justamente por isso, ele é o primeiro da nossa lista!

A moda desse pãozinho veio da Europa, no início do século XX. Sua receita leva farinha de trigo, fermento, sal, açúcar e margarina - e ele fica delicioso se for consumido puro ou simplesmente com manteiga. Mas, no Brasil, a história toma outro rumo! Aqui ele dá origem ao pão de alho do churrasco, ao clássico pão com ovo ou com mortadela e a uma deliciosa rabanada - receita típica do Natal.

Rico em calorias e com alto índice glicêmico, uma única unidade do pão francês tem 137 kcal e não é muito indicado para diabéticos. Ou seja, consuma-o com parcimônia e não abuse da quantidade.

Utilizar o pão de forma em receitas não tem mistério

O pão de forma tem mil e uma utilidades. Além do formato quadrado, esse tipo de pão também se diferencia nos ingredientes - normalmente leva ovos, leite morno e algum outro tipo de gordura, como óleo vegetal ou manteiga.

Receitas com pão de forma é o que não falta! Ele pode ser usado para preparar sanduíches naturais (sobretudo se você optar pelo pão de forma integral), misto quente, snacks de piquenique, merendas e até mesmo ser reaproveitado para fazer diferentes receitas de pães dormidos.

Dica: Prepare pastinhas e patês caseiros - como pasta de amendoim, de alho ou de atum -, recheie os pãezinhos e sirva como tira gosto em uma noite com os amigos.

Pão sovado também é conhecido como provence, massa fina ou tatu

Supermacio, dourado e cheio de "gominhos". O pão sovado - como o próprio nome sugere - é conhecido pela sua massa característica e intensamente sovada. Por isso, é bem mais complicado de fazer que os outros. Muitas pessoas o conhecem como pão provence - por ter sido originado em Provença, uma cidade francesa - ou como "pão tatu" e "pão massa fina". Seja qual for o apelido, ele é perfeito para incrementar o café da manhã e um lanchinho da tarde.

Pão brioche é adocicado e feito com gemas

Outro clássico da panificação francesa, o brioche é doce e macio, levando manteiga, leite, gemas e açúcar em sua receita original. Ele pode ser feito para preparar hambúrgueres, pães doces ou consumido puro, apenas com manteiga.

Marrom e adocidado, o pão australiano é consumido com manteiga

Ainda mais doce que o brioche, o pão australiano é denso, tem uma crosta macia por fora e a coloração bem amarronzada. Sua receita é bem diferente do comum - ela leva açúcar mascavo, cacau em pó, farinha e mel. Geralmente polvilhado com fubá ou farinha de trigo, o australiano é tradicionalmente servido com manteiga derretida, sabores mais intensos - como o queijo gorgonzola, tomate seco e afins - e também é utilizado para fazer sanduíches. Vale a pena experimentar!

Matérias: Alimentação

Ver mais