Economia do lar

Mel estraga com o tempo? Entenda melhor a validade do produto

O mel estraga mais lenta ou rapidamente de acordo com a maneira que ele é armazenado
O mel estraga mais lenta ou rapidamente de acordo com a maneira que ele é armazenado

Você já ouviu falar que mel estraga? Assim como o azeite de oliva, o mel raramente apresenta irregularidades em sua composição e é tido como um alimento de alta durabilidade - diferente de frutas e carnes, alimentos que estragam rápido. Apesar de serem poucos os casos, o mel pode sim estragar se não tiver os cuidados necessários. Descubra mais sobre a validade do mel e como você pode evitar que o produto azede e seja desperdiçado.

Composição do mel dificulta a proliferação de microrganismos

Há uma explicação para a alta durabilidade do mel! Por ser um produto natural que é resultado da mistura do néctar das flores com substâncias produzidas pelas abelhas, o mel é um alimento com alta concentração de açúcar e, por isso, é considerado um energético natural. A composição do mel é basicamente 80% açúcar e 20% água. A baixa quantidade de líquido no alimento dificulta a proliferação de leveduras e microrganismos no produto, pois reduz a umidade, fator básico para a decomposição.

Mesmo que seja raro, o mel estraga quando os cuidados necessários não são tomados. Apesar de ser um alimento pobre em água, o mel pode sofrer alterações em sua composição se exposto ao oxigênio, pois o produto absorve o líquido do ar. O calor e a oxidação também são responsáveis por azedar o mel.

Mel tem validade de até 2 anos se bem conservado

A dúvida agora é saber quanto tempo dura o mel. Por mais que o adoçante natural seja, normalmente, consumido por completo antes mesmo de se aproximar da data de vencimento, é importante saber a durabilidade do alimento para acompanhar a integridade do produto.

O mel tem validade de até 2 anos depois de aberto, mas, para isso, é necessário armazená-lo corretamente. Mantenha a embalagem do produto bem fechada para evitar a entrada de ar e, consequentemente, o surgimento de umidade. Não deixe-o exposto à luz nem ao calor para evitar alterações químicas na composição do mel. Com esses cuidados, seu alimento vai durar bastante tempo!

Como saber se o mel está estragado?

O aspecto do mel muda significativamente depois que o alimento está vencido. Em alguns casos, é possível notar variações a olho nu, como a presença de espuma na embalagem. Também é fácil descobrir pelo cheiro do produto. Quando estragado, o mel apresenta maior concentração alcoólica, produzindo um cheiro bem forte e característico. Caso não seja uma mudança visível, você pode detectar a validade do mel ao sentir um gosto azedo ou ácido no alimento. Na dúvida, fique de olho no prazo de validade indicado na embalagem do produto.

Mel cristalizado não é sinônimo de validade vencida

É comum nos depararmos com mel cristalizado. Isto ocorre porque, depois que a embalagem é aberta, as moléculas de açúcar presentes no mel tendem a se afastar, gerando cristais. Apesar de ser uma alteração visível no produto, não significa que o alimento está estragado! Este é um processo natural que acontece normalmente, mesmo quando o mel é bem conservado. Inclusive, há quem goste de consumir o produto dessa maneira!

Se esse não é o seu caso, saiba o que fazer quando o mel cristaliza: em uma panela, esquente uma quantidade significativa de água. Depois, retire do fogo e coloque a embalagem de mel em banho-maria. Os cristais serão derretidos entre 15 e 30 minutos. Por fim, é só utilizá-lo para adoçar as receitas!

Matérias: Economia do lar

Ver mais