Fun

Mães contam como ensinam os filhos a ajudar nas tarefas desde pequenos

Você pode ensinar o seu filho a fazer tarefas domésticas desde pequeno - como lavar a louça e organizar os brinquedos
Você pode ensinar o seu filho a fazer tarefas domésticas desde pequeno - como lavar a louça e organizar os brinquedos

Seja arrumando os próprios brinquedos, roupas, acessórios ou até cuidando do bichinho de estimação, quando as crianças ajudam nas tarefas de casa (por mais simples que elas sejam) todos saem ganhando! Com a divisão de responsabilidades, os pais ficam menos sobrecarregados e os filhos aprendem a ter mais autonomia no dia a dia. Uma maravilha, né?

Para que você se inspire a ensinar tarefas simples para as crianças desde cedo, nós conversamos com três mulheres que estimulam seus filhos a contribuir com os cuidados da casa. Confira essas histórias!

Karoline Miranda ensina o filho, Gael, de 5 anos, a ter mais autonomia e cumprir tarefas de organização

Quando se trata de educar uma criança, é muito importante impor limites e delegar certas tarefas (inclusive as domésticas). Afinal, o processo de aprendizado também inclui uma formação básica de cuidados com a casa, né? A jornalista Karoline Miranda - mãe do Gael, de 5 anos - conta que, desde cedo, ensina o seu filho a cumprir tarefas bem simples:

"Ele segura a pá enquanto estou varrendo o lixo, joga o lixo na lixeira, coloca os próprios pratos e talheres na pia para lavar e limpa a própria sujeira - quando ele acaba sujando algo com canetinha ou tinta, por exemplo. Ele também coloca água e comida para a nossa gatinha, Kali", conta Karoline.

"Desde muito novinho, ele foi ensinado que se bagunçasse os brinquedos, deveria guardar depois. Primeiro com ajuda, depois sozinho. Ele até fazia um corpo mole e se dizia cansado, mas com o tempo, começou a entender que era necessário. Hoje ele adora ajudar e quer sempre fazer alguma coisa quando nos vê limpando a casa, então delegamos pequenas tarefas, como pegar os produtos de limpeza e os panos, ajudar a organizar as coisas espalhadas pela casa, arrumar a própria gaveta e roupas", complementa a jornalista.

Questionada sobre a importância de ensinar tarefas de casa ao filho, Karoline não hesita na resposta: "É muito importante, porque desde cedo a criança precisa desenvolver a sua autonomia. A criação de filhos exige que você prepare a criança para ser independente e não precisar de você. A questão do asseio e da limpeza também é muito importante, a criança precisa entender que um ambiente limpo é uma questão de higiene também. Quero que ele cresça aprendendo a exercer todas as funções dentro de uma casa para que, quando for morar sozinho, não precise depender de ninguém", finaliza.

Karol ensina o filho, Gael, a arrumar os próprios brinquedos e a ajudar em coisas mais simples, como segurar a pazinha de lixo
Karol ensina o filho, Gael, a arrumar os próprios brinquedos e a ajudar em coisas mais simples, como segurar a pazinha de lixo

Vivian Donizeti encarrega o filho, Diego, de 14 anos, a lavar louça, cozinhar certas comidas e a guardar seus próprios pertences

Na hora de delegar certas tarefas às crianças é muito importante ter em mente o grau de dificuldade de cada uma delas. Afinal, o nível de responsabilidade atribuída deve ser coerente com a idade do seu filho!

A fisioterapeuta Vivian Donizeti, por exemplo, ensina o seu filho Diego a cumprir tarefas simples desde pequeno. Hoje aos 14 anos, o menino já sabe preparar algumas comidinhas e ajuda na organização da casa. Bem legal, né?

"É de responsabilidade do Diego cuidar da filha dele, que é a Garnet (a gata), colocar comida e trocar a água dela. Ele também tem que encher as garrafas de água e colocar na geladeira e, para lavar a louça, tenho que pedir com carinho, que aí a coisa flui", conta a fisioterapeuta.

"Com relação aos brinquedos, desde pequeno ele aprendeu a cuidar deles - brinca e guarda para não perder e não deixa espalhado para não correr o risco de quebrar. Com o tempo, também consegui com que ele guardasse as roupas limpas no armário e colocasse as sujas no local adequado. Atualmente, ele já chega até no fogão para fazer um miojo, fritar um ovo, faz brigadeiro e até se arrisca a fazer arroz no micro-ondas, mas nada além disso!", acrescenta Vivian.

Sobre a importância de ensinar diferentes tarefas às crianças, Vivian destaca que a autonomia é algo imprescindível: "Gosto de ensinar essas coisas porque criamos o filho para o mundo e não sabemos o dia de amanhã. Por isso, ele precisa ter autonomia para não passar necessidade depois! Criar um filho não é uma tarefa fácil, ainda mais sozinha. Mas eu consegui fazer com que ele fosse meu melhor amigo e, assim, nós ajudamos um ao outro e fica mais fácil de nos entendermos no dia a dia", finaliza a fisioterapeuta.

Vivian e seu filho, Diego, são muito próximos e costumam dividir as tarefas de casa
Vivian e seu filho, Diego, são muito próximos e costumam dividir as tarefas de casa

Thatielle Araújo conta que fazer as tarefas em conjunto é uma ótima estratégia para estimular as crianças nas tarefas

Nem sempre é possível dar conta de todos os afazeres domésticos. Por isso, a divisão de tarefas se torna tão necessária! A cuidadora de idosos Thatielle Araújo - que é mãe do Miguel, de 5 anos - conta como divide a função entre todos da casa (de forma mais dinâmica) para deixar a rotina mais justa. Dá uma olhada:

"O meu filho (assim como todos da família) tem suas obrigações, que são: guardar os brinquedos, deixar a louça após a refeição na pia e guardar as suas roupas nas gavetas. Ele tem 5 anos e, ao longo de seu crescimento, também foram somadas outras tarefas, mas no início eram só os brinquedos mesmo", explica Thatielle.

"Em relação à limpeza, ele tem uma vassourinha e uma pá e entende bem que o que se suja se limpa, dentro do que ele pode fazer sem ajuda. Sob minha supervisão são tarefas como 'fica aqui do lado da mamãe me entregando os pregadores enquanto eu coloco a roupa na corda' e aí, dependendo da atividade que eu faça - ou que o pai dele faça - nós o incluímos", acrescenta.

Thatielle destaca que, com o tempo, algumas tarefas se tornam automáticas

Criar um filho é sempre uma missão trabalhosa, né? É por isso que a paciência se torna algo fundamental - principalmente na hora de ensinar tarefas domésticas. A boa notícia é que, com o tempo, as funções são internalizadas pelos pequenos e se tornam até mesmo automáticas.

"Hoje, aos 5 anos, meu filho tem atitudes já automáticas (leva automaticamente a louça para a pia pós refeição, por exemplo), que é um hábito e não uma obrigação. Quanto aos brinquedos e outros itens, eu preciso ainda lembrá-lo de guardar e, algumas vezes, entramos em acordo com ajudadas: 'eu te ajudo a guardar os brinquedos e você me ajuda a arrumar a cama'. Ele se sente mais motivado quando agimos assim", conta Thatielle.

Quando questionada sobre o seu objetivo ao ensinar seu filho a fazer tarefas de casa, Thatielle responde: "Quero que o Miguel entenda que não é porque ele é menino que vai ter regalias e menos responsabilidades. Todos devem se ajudar e ninguém pode ficar muito carregado. Miguel tem as tarefas dele, eu as minhas, o pai as dele e, juntos, temos as nossas. Acredito que ensinar desde cedo sobre participação e divisão de funções na casa constrói um ser humano mais preparado para se virar sem auxílio dos pais futuramente e livre de pensamentos como 'fogão é para mulher'", finaliza a cuidadora de idosos.

Thatielle quer que o filho, Miguel, cresça com autonomia e ciente de suas responsabilidades
Thatielle quer que o filho, Miguel, cresça com autonomia e ciente de suas responsabilidades

Matérias: Fun

Ver mais