Limpeza

Limpeza de aquário: 5 dicas de manutenção para cuidar bem do seu peixinho

Parte da água antiga do aquário deve ser guardada e jogada de volta no recipiente já limpo
Parte da água antiga do aquário deve ser guardada e jogada de volta no recipiente já limpo

Como fazer a limpeza de aquário? Essa é uma pergunta que paira na mente de todo mundo que resolver ter um peixinho como animal de estimação. Isso porque se essa higienização for feita de forma equivocada os bichinhos podem até morrer! Para evitar que isso aconteça nós conversamos com a bióloga e ictióloga (especialista em peixes) Luisa Maria Sarmento Soares. Com apenas 5 dicas de manutenção os seus pexinhos vão viver um bom tempo!

1. Nunca troque toda a água do aquário

Na hora de limpar o aquário muita gente logo pensa que é preciso se livrar de toda a água suja. Se esse foi seu impulso, fica a dica: não faça isso! Ao contrário do que a gente imagina em um primeiro momento, ela precisa ser parcialmente conservada, como explica Luisa Maria.

"Para você não matar os peixinhos não pode trocar toda a água. Tem que colocar metade em outro aquário ou em um balde e botar eles dentro com aerador. Também vale a pena colocá-los em um saco limpo fechado, como eles costumam vir das lojas, mas é preciso que essa água seja a do aquário que eles estavam antes - isto é, o que você está limpando", explica.

2. Use apenas uma esponja nova e limpa

Ok, agora é preciso botar a mão na massa para deixar o aquário como novo! Para não errar, lembre-se sempre que os produtos de limpeza devem ficar exatamente onde estão agora: no armário. Tudo para evitar que eles contaminem a água e consequentemente envenenem o seu peixe.

"Aquela água que fica mais no fundo e nas paredes do aquário, que vai pegando o limo, você lava com uma esponja nova e que nunca tenha levado detergente. Tem que ser realmente uma esponja novinha! Utilize apenas água limpa para esfregar, não passe nenhum tipo de produto de limpeza", ressalta Luisa.

3. Aspire o fundo do aquário ao invés de lavá-lo

Aquário 100% brilhando? Nada disso! É preciso manter parte da vida invisível para que o aquário seja um bom ambiente pro peixinho. E como fazer isso? Aspirando o fundo ao invés de esfregá-lo.

"Você pode aspirar o fundo das pedrinhas - para não revolver e tirar os micro-organismos que ficam no substrato. Para isso você suga a água do fundo para sair as fezes dos peixes e depois você lava a água das laterais com a esponja e joga fora aquela água suja. Para fazer a sucção você pode usar uma bombinha própria para isso - é como se fosse um tubo bem fino. Você pode encher ele de água e colocar um lado no aquário e outro em um balde. Aí ele começa a capilarizar do aquário para fora. Dessa forma você vai aspirando o fundo. O ideal, inclusive, é não remexer - tipo trocar as pedras de lugar -, porque assim você tira as bactérias que ajudam a equilibrar a água do aquário", diz a bióloga.

4. Cuidado na hora de colocar o peixe de volta

Aquário limpo? Hora de colocar a água limpa e o peixinho de volta! Para isso, não tem mistério, como explica Luisa Maria:

"Na hora de colocar a água de volta no aquário o ideal é usar um baldinho e ir jogando o líquido com cuidado em cima da mão, para ela não cair com força e com isso não demolir o substrato do fundo. Depois coloca os peixinhos de volta com aquela água que sobrou. Assim eles não morrem. Se você colocar uma água totalmente limpa os peixes estranham porque não tem nenhum nutriente na água. Aí muitos morrem", conta.

5. A cada quanto tempo eu faço a limpeza do aquário?

Por fim, fica uma última dúvida: de quanto em quanto tempo eu limpo o aquário? Nesse caso a resposta é: depende. O ideal é que não seja sempre, mas deixar a água completamente cheia de limo também é prejudicial para os animais. Na dúvida, limpe sempre que o aquário começar a ficar esverdeado.

"Um aquário equilibrado - isto é que tem os peixes certos, cada um com uma função - nem precisa limpar regularmente. Um cascudo para limpar o vidro, uma coridora para acabar com os detritos e restos de alimentos e um lambari que come tudo, incluindo insetos. Limpe apenas quando começar a esverdear. Se deixar ficar muito verde a água pode ficar tóxica para os peixes, eutrofizada - tipo com excesso de nutrientes. Se não tiver cascudo tem uns ímãs que tiram o limo verde das paredes do aquário, mas ter um cascudo é melhor", finaliza Luisa.

* Luisa Maria Sarmento Soares é formada em Biologia pela FAUP, possui mestrado em Zoologia pela UFRJ, doutorado também em Zoologia pela USP e pós-doutorado em Biogeografia da Conservação pela UERJ, sempre seguindo como área de estudo a Ictiologia

Matérias: Limpeza

Ver mais