Alimentação

Farinha de milho: como usar esse ingrediente na cozinha

 
 Descubra qual é o tipo de farinha de milho ideal para o prato que você quer preparar
Descubra qual é o tipo de farinha de milho ideal para o prato que você quer preparar

Bolos, broas, pães… existe uma série de receitas que podem ser preparadas com farinha de milho. Quando vamos ao supermercado, é comum encontrarmos diferentes tipos de farinha de milho nas prateleiras. O que muita gente não sabe, entretanto, é que cada uma delas tem diferenças que vão do uso mais adequado na cozinha à etapas específicas na produção. Por isso, preparamos um guia que vai te ajudar a comprar e a aproveitar melhor cada tipo de farinha de milho.

A farinha de milho é produzida por meio da moagem do grão de milho. Nesse processo, os grãos de milho são triturados e têm suas partes separadas. Nesse processo, tanto a casca quanto o gérmen - a parte branca do milho - são removidos. O resultado dá origem à farinhas com diferentes granulometrias: algumas mais finas e outras mais grossas.

Farinha de milho flocada: flocos mais espessos

Também conhecida como farinha biju, a farinha de milho em flocos passa por um processo que começa com a hidratação da farinha de milho, que dá origem a uma massa que, por sua vez, é prensada em rolos e então triturada para formar os flocos. Estes são torrados no final, garantindo a consistência perfeita. Com a farinha de milho flocada, dá pra fazer receitas como bolos, pães, polenta etc.

Farinha de milho flocão é a ideal para fazer cuscuz nordestino

Muito popular no nordeste do Brasil, o flocão de milho é o principal ingrediente do cuscuz tradicional da região. Junto com apenas água e sal, ele fica pronto em menos de 20 minutos. Depois de cozido, o cuscuz vai ficar bem macio. A receita é bem simples:

  • 2 xícaras (chá) de Farinha de milho flocão Qualitá 
  • 1 xícara (chá) de água
  • 1 colher (chá) de sal

Modo de preparo: Em uma tigela, tempere a farinha de milho amarela com o sal. Em seguida, vá hidratando a farinha aos poucos com a água, até atingir o ponto em que é possível amassá-la sem que ela desmanche sozinha. Cubra o recipiente com um pano e deixe o cuscuz descanse por cerca de 20 minutos. Mexa a farinha novamente e transfira para uma cuscuzeira ou para um escorredor de macarrão preso em uma panela funda com água. O objetivo é cozinhar a farinha de milho no vapor por cerca de 15 minutos.

Farinha de milho amarela: textura mais fina

Também conhecida como farinha de polenta, a farinha de milho amarela pode ser uma boa substituta do fubá nas receitas. Ela é, simplesmente, o fubá em grãos mais fininhos. Esse é o tipo de farinha de milho perfeito para quem quer sentir o sabor do milho, mas precisa que a textura final do prato seja menos crocante, mais leve. O segredo da substituição está em diminuir um pouco o tempo de cozimento habitual. Veja a seguir uma receita com farinha de milho amarela para o seu café da manhã:

Bolo de farinha de milho amarela

  • 200g de açúcar refinado Qualitá
  • 100g de farinha de Farinha de Trigo Tradicional Qualitá
  • 200g de Farinha de Milho flocada Qualitá
  • 250ml de Leite Integral Qualitá
  • 125ml de óleo de soja Qualitá
  • 3 ovos brancos Qualitá
  • 1 colher (sopa) de Fermento químico em pó Qualitá
  • Açúcar e Manteiga sem sal Qualitá para untar

Como fazer: bata todos os ingredientes - exceto o fermento - no liquidificador até que vire uma massa homogênea. Acrescente o fermento e bata rapidamente. Unte uma forma com furo central com manteiga e açúcar. Leve ao forno por cerca de meia hora e prontinho!

Matérias: Alimentação

Ver mais