Lavanderia

Está com alergia à roupa? 5 maneiras de resolver esse problema

Para evitar a alergia à roupa,   opte por produtos neutros e sem perfume na hora de lavar os tecidos
Para evitar a alergia à roupa, opte por produtos neutros e sem perfume na hora de lavar os tecidos

Para quem possui a pele sensível, alguns tipos de roupas são verdadeiros vilões: causam irritações, coceiras, alergias e muito desconforto. O nome desse fenômeno é dermatite de contato! Muito comum dependendo do tipo de tecido e do nível de desidratação da pele corporal. Mas como para todo problema há uma solução, nós separamos 5 maneiras de resolver as causas de alergia à roupa. Dá uma olhada na matéria!

1. Opte por produtos neutros e sem perfume na hora de lavar as roupas

O macete é bem simples: quanto mais inodoro e incolor for o produto, mais indicado para pessoas alérgicas ele é. Fácil né? Basta dar preferência aos amaciantes sem perfume, detergentes neutros, sabões neutros e qualquer outro tipo de produto de lavanderia que possua compostos menos agressivos, como o sabão de coco e o amaciante de bebê, muito indicado para peles sensíveis.

2. Para a lã não sofrer com o bolor, utilize o evita mofo

Você sabia que algumas roupas também podem dar bolor? É real! Experimenta deixar a camisa de lã guardada por muito tempo no armário. Ela provavelmente ficará coberta de mofo se você não colocá-la para arejar ou se precaver da maneira certa - assim como a maioria das roupas de inverno. Por isso, tenha sempre um evita mofo nos armários! E caso o bolor se desenvolva mesmo assim, lave a roupa normalmente com água quente, deixe-a exposta ao sol e livre-se do resquício com a ajuda de um tira manchas. Essa é outra excelente forma de evitar possíveis alergias

3. Seque muito bem as roupas

Secar adequadamente as roupas é tão importante quanto lavá-las da maneira correta - afinal, o uso de roupas molhadas ou levemente úmidas pode gerar diversos problemas para a pele além da dermatite de contato. Algumas peças mais delicadas, como a lã, devem secar preferencialmente no varal de roupas. A regra também vale para peças de linho e jeans que podem acabar encolhendo na máquina secadora e não secando completamente.

4. Fuja de tecidos sintéticos e semissintéticos, como nylon, poliéster, veludo e cetim

Não tem jeito: as fibras artificiais ou sintéticas presentes em alguns tipos de tecidos são muito mais suscetíveis a alergia à roupas. Por isso, dê um tempo das blusas de cetim, calças de nylon e de todas as peças de roupa feitas a partir de fibra acrílica, microfibra, poliéster, acetato de celulose, veludo, lycra, viscose, poliamida, elastano, brim e afins.

5. Invista no algodão, linho e seda

Ao contrário dos sintéticos, os tecidos 100% naturais possibilitam a respiração da pele, absorvem a umidade corporal e normalmente são mais agradáveis ao toque - características ideais para evitar a dermatite de contato. Ou seja, para evitar todas aquelas reações desagradáveis, opte pelas fibras de algodão, linho, seda e em outras fibras menos conhecidas (mas tão eficientes quanto!) como cânhamo, sisal e juta.

Matérias: Lavanderia

Ver mais