Alimentação

Como limpar peixe e depois temperá-lo

Para limpar o peixe, tirar a pele é opcional
Para limpar o peixe, tirar a pele é opcional

Aprender como limpar peixe não é uma tarefa fácil, não é mesmo? Para quem mora sozinho, essa costuma ser uma das maiores dificuldades na hora de cozinhar a proteína. Felizmente, os dias sem peixe acabaram! Nós preparamos para você um passo a passo de como limpar peixe de maneira simples. É só acompanhar as dicas abaixo para descomplicar o processo de limpeza e também aprender como temperar peixe para fazer uma receita deliciosa!

1. Atente-se para o tipo de peixe escolhido

Cada tipo de peixe possui especificidades na hora da limpeza e preparo. Isso porque algumas espécies podem ser venenosas, o que oferece riscos para a saúde de quem as consome. Por exemplo, o baiacu é um peixe bastante comercializado, mas ele precisa ser limpo com muito cuidado para que o fel não seja rompido. Caso contrário, o peixe não deve ser consumido dado o veneno na carne. Então, se você vai limpar peixe em casa, veja a qual espécie ele pertence para evitar problemas.

2. Tire as escamas da pele com o auxílio de uma faca lisa

Para limpar o peixe, é preciso remover completamente as escamas do animal, principalmente se você pretende prepará-lo com a pele. Com o auxílio de uma faca lisa (você também pode usar uma colher ou o lado cego de uma faca com serra), raspe todo o peixe em direção à cabeça do animal para limpá-lo. Repita o processo dos dois lados. Em seguida, lave bem o peixe para retirar o restante das escamas que podem ter ficado na pele do pescado.

3. Remova toda a pele e lave o interior do peixe

Ainda com o auxílio de uma faca bem afiada, retire a pele do peixe. Para facilitar o processo, você pode cortar a cabeça e o rabo do animal. Assim, comece a puxar a pele pelas extremidades até removê-la por completo. O salmão, por exemplo, é bem mais apreciado sem pele! Depois, lave o peixe novamente para purificar a carne de qualquer resíduo.

Obs: tirar a pele do peixe é um passo opcional. O mesmo vale para a cabeça e o rabo do animal! Algumas espécies possuem maior rigidez e aderência à carne, o que dificulta a remoção do tecido, como é o caso da corvina. Apesar disso, o sabor se mantém. Então, fica a seu critério!

4. Corte a carne em fatias ou no formato que preferir

Chegou o momento de cortar o peixe! Com ou sem pele, há diferentes maneiras de partir a proteína para uma receita. Você pode fatiá-la em diversos pedaços grandes ou mesmo em tiras menores. Outra opção é dividir o peixe em dois, partindo a proteína bem no meio. O formato depende do prato que será preparado!

5. Tempere o peixe com sal, limão e outras especiarias

Por último, mas não menos importante: é hora do tempero! Não tem nada melhor do que comer um peixe bem saboroso e que de longe dá para sentir o cheiro, né? Para temperar bem o alimento, use sal e suco de limão espremido. Ambos já dão um gostinho espetacular à refeição! Você também pode usar manjericão, tomilho, alecrim e sálvia para finalizar o preparo.

Em um recipiente grande, deposite o peixe cortado e adicione os temperos a gosto. Misture bem até espalhar completamente as especiarias. Se você optar por deixar o peixe inteiro, passe tudo diretamente na pele e espalhe bem. Por fim, é só levar o alimento para cozinhar da maneira que preferir, seja frito, assado ou na brasa!

Matérias: Alimentação

Ver mais