Alimentação

Como fritar pastel com maestria, deixando a massa sequinha e crocante

Para garantir um pastel sequinho e crocante, é preciso estar atento à escolha do óleo e o tempo de fritura da massa
Para garantir um pastel sequinho e crocante, é preciso estar atento à escolha do óleo e o tempo de fritura da massa

Encontrar alguém que não goste de pastel pode ser uma tarefa mais difícil do que se imagina. E não é para menos, né? Originário da culinária brasileira, ele é o petisco perfeito para qualquer ocasião, desde uma confraternização com amigos aos eventos especiais com a família. Ainda assim, é comum que surjam dúvidas sobre como fritar o pastel e deixar ele com aquele aspecto sequinho e crocante. Para desvendar esse mistério, nós reunimos em um só lugar algumas dicas para acertar nesse processo!

Saiba escolher a melhor gordura para atingir o melhor resultado ao fritar o pastel

Pode até parecer óbvio, mas a escolha do óleo pode fazer toda a diferença na hora de fritar o pastel, especialmente o de massa pronta. Nesse caso, os óleos de girassol e de milho são as melhores opções, já que são mais suaves do que os de algodão e canola, por exemplo. Além disso, esses óleos contam com um ponto de fumaça alto, o que significa que podem ser aquecidos em temperaturas elevadas sem queimar. Para o processo de fritura dos pastéis, isso é ideal.

Antes de fritar o pastel, aqueça o óleo na temperatura de 180ºC

Sabe aquela velha história de que todo o segredo do pastel está na temperatura do óleo? Ela é verdade! Por isso, antes de fritar o pastel, é importante se certificar de que a gordura esteja bem aquecida e por volta de 180ºC. Para descobrir o ponto certo e garantir a massa sequinha e crocante, existem alguns truques que podem ajudar, como o uso do palito de fósforo. É bem simples: basta jogar o palito no óleo esquentando e esperar até ele acender - que serve como o sinal de que você pode começar a fritar o pastel. Fácil, né?!

Na hora de fritar o pastel, lembre-se: quanto mais óleo, melhor!

Além da temperatura do óleo, existe outro ponto diferencial para que o resultado seja bom ou ruim: a quantidade do produto colocado na panela. Isso porque quanto mais óleo tiver, mais pastéis serão fritos ao mesmo tempo e menores serão os riscos da gordura esfriar mais rápido. Sendo assim, na hora de fritar o pastel, é importante não economizar na gordura. Dessa forma, você garante um bom resultado e, de quebra, diminui o seu tempo na cozinha.

Fique atento ao tempo de fritura do pastel

Se o objetivo é garantir pastéis sequinhos, crocantes e dourados, é preciso ficar atento ao tempo de fritura da massa. Dependendo da temperatura do óleo, o período ideal é de 30 a 60 segundos. No entanto, é importante ficar de olho na cor da massa: caso esteja escurecida e com um tom amarronzado, é sinal de que a fritura durou tempo demais. Além disso, vale a pena deixar que os pastéis arejem antes de ir para o papel toalha. Nesse caso, vale optar por uma grelha ou até mesmo uma peneira.

Matérias: Alimentação

Ver mais