Economia do lar

Como economizar com comida em viagem? 4 dicas para não passar nenhum aperto

Para economizar com comida em viagem, aposte em comidas práticas (como o macarrão instantâneo) e prepare por conta própria em vez de comer na rua
Para economizar com comida em viagem, aposte em comidas práticas (como o macarrão instantâneo) e prepare por conta própria em vez de comer na rua

Viajar é sempre uma experiência gostosa, né? Além de curtir as atrações turísticas, muita gente gosta de conhecer a culinária do local - e isso faz todo o sentido! No entanto, quando a ideia é economizar ao máximo, o mais indicado é controlar os gastos com a comida. Para te ajudar nesse assunto, nós listamos ótimas dicas para não passar nenhum aperto com comida em viagem. Confira!

1. Leve comidas fáceis para preparar (em vez de comer na rua)

Para quem vai fazer viagem de carro, a nossa sugestão é fazer compras no mercado antes de pegar estrada. Isso porque, dependendo do destino das férias (pode ser uma cidade do interior do Brasil, por exemplo), é possível que seja difícil encontrar certos alimentos (isso quando eles não são mais caros!). Por isso, a nossa dica é levar sacos de macarrão instantâneo, ovos, biscoitos e até arroz e feijão (caso o local tenha fogão) para preparar as refeições no local que você estiver hospedado. Assim, você evita comer na rua consegue economizar uma quantia significativa. Só não se esqueça de conferir antes se você tem direito a utilizar a cozinha, ok?

2. Recorra ao supermercado local

Caso não seja possível levar alimentos na viagem, lembre-se de recorrer aos supermercados locais. Você pode comprar sucos, refrigerantes (para deixar no frigobar do quarto de hotel), biscoitos e até comidas fáceis de preparar - como ovos, enlatados e macarrão instantâneo - para comer no dia a dia. Assim, você não corre o risco de passar aperto durante a viagem!

3. Leve lanchinhos para comer durante o trajeto

Quando a viagem é muito longa, sempre bate uma fominha no caminho, né? Por isso, é muito importante que você esteja sempre prevenido: leve sanduíches, biscoitos, frutas, barrinhas de cereais (que são compactas e fáceis de guardar) e o que mais preferir. Assim, você não precisa comprar nada fora, o que já garante uma boa economia.

4. Pergunte para um morador sobre os restaurantes de melhor custo x benefício

Caso você queira conhecer a gastronomia da cidade, lembre-se de sempre perguntar aos locais sobre os restaurantes de melhor custo x benefício. Os moradores geralmente conhecem os melhores estabelecimentos (tanto em termos de preço quanto de qualidade) e, claro, sempre é válido buscar a opinião de quem sabe, né?

Obs.: Para controlar bem os gastos, tente botar tudo na ponta do lápis! Planeje um orçamento para cada dia da viagem - anotando a quantia que pretende gastar com comida, por exemplo - e tente seguir à risca. Assim, pode apostar que você não corre o risco de passar aperto!

Matérias: Economia do lar

Ver mais