Pets

Como alimentar o pet? Saiba a diferença entre ração para raças pequenas e grandes

Com diferenças nutricionais, a ração para cães de raças pequenas contém mais proteínas e gorduras que a ração para cachorros de grande porte
Com diferenças nutricionais, a ração para cães de raças pequenas contém mais proteínas e gorduras que a ração para cachorros de grande porte

Muitos donos de pets têm o hábito de comprar uma ração específica para o porte do seu bichinho. Mas você sabe qual é a diferença entre ração para raças pequenas e grandes e por que nós devemos respeitar essa orientação? Dá uma lida na matéria para entender melhor sobre o assunto!

Ração para raças pequenas possui uma quantidade elevada de proteínas e gorduras

Para se manterem saudáveis, animais de grande e pequeno porte (principalmente os cachorros) precisam suprir necessidades nutricionais que variam de acordo com a idade, o peso e o tamanho do pet. Cães de raças pequenas, por exemplo, como yorkshire, pinscher e bulldog, possuem metabolismos acelerados e, consequentemente, precisam de uma dieta mais calórica. Por isso, as rações para raças pequenas são compostas com um quantidade elevada de proteínas e gorduras que conseguem fornecer a toda a energia necessária para esses bichinhos.

Ração para cachorros de porte grande é composta por nutrientes que ajudam na sustentação do corpo do animal

Diferente das raças menores, cachorros de porte grande - como golden retriever, labrador, rottweiler e boa parte dos "vira-latas" - precisam de nutrientes voltados para um metabolismo mais lento. Nesse sentido, as rações para raças maiores são compostas majoritariamente por minerais que ajudam na sustentação do corpo do animal, como o cálcio e o fósforo, além de serem vendidas com grãos de formatos maiores e possuírem um teor reduzido de gorduras.

Lembre-se que filhotes também precisam de cuidados específicos com a alimentação

É importante ressaltar também que a alimentação de cães filhotes deve ser feita de acordo com a fase inicial do bichinho. Para isso, o primeiro passo após eles serem desmamados é inserir uma ração específica para filhotes - seja ela úmida ou seca - e alimentá-lo pelo menos 4 vezes ao dia respeitando as especificações da embalagem, pois assim você não precisa se preocupar com outros detalhes.

Já no caso de gatos filhotes ou recém-nascidos, o importante é atentar-se para uma alimentação rica em aminoácidos - visto que o sistema imunológico do gatinho ainda está em desenvolvimento - e, assim, introduzir uma ração para gatos filhotes que acompanhe o porte do animal. Basta ter atenção à periodicidade da comida e sempre consultar o veterinário do pet quando for preciso!

Matérias: Pets

Ver mais