Pets

Cachorro pode comer ração de gato? Entenda por que é melhor evitar que isso aconteça

Embora não seja indicado que o cachorro coma ração de gato (e vice-versa), não tem problema caso isso ocorra de forma bem esporádica
Embora não seja indicado que o cachorro coma ração de gato (e vice-versa), não tem problema caso isso ocorra de forma bem esporádica

Quem tem cachorro e gato em casa sabe que é relativamente comum que os bichos tentem comer a comida um do outro - principalmente no caso de cães mais gulosos! Mas será que esse hábito pode ser maléfico para a saúde dos pets? Afinal, cachorro pode comer ração de gato (e vice-versa) de forma segura? Quais são os nutrientes indispensáveis para a alimentação de cada espécie? Aqui, nós preparamos uma matéria esclarecendo melhor essas questões. Confira!

Afinal, cachorro pode comer ração de gato?

A resposta para essa pergunta é bem simples: não, cachorro não pode comer ração de gato. No entanto, caso isso aconteça de forma esporádica (e não regularmente), é pouco provável que o bicho apresente algum problema. Apenas tome cuidado para que isso não se torne um hábito, ok? O mesmo serve para os bichanos, que devem ter uma alimentação especializada.

É importante destacar que existem rações próprias para gatos e outras para cães, que atendem às necessidades nutricionais de cada espécie. Então, para que o bicho fique saudável, com o pelo bonito e bem nutrido, é fundamental oferecer uma alimentação adequada para o pet. Caso o cachorro consuma ração felina no dia a dia, por exemplo, ele pode apresentar casos de diarreia, ganho de peso excessivo e problemas cardíacos a longo prazo.

Quais as principais diferenças entre ração de gato e de cachorro?

Você sabia que a ração de cachorro e a de gato são bem diferentes em termos nutricionais? Isso porque cada espécie precisa de uma quantidade específica de proteínas, carboidratos e outras substâncias importantes para a saúde do pelo e do organismo como um todo.

A ração de cachorro, por exemplo, tem uma quantidade mais alta de carboidratos, fibras, vitamina D, ferro e cálcio - nutrientes que dão mais energia para o animal e são importantes para o fortalecimento da estrutura óssea. Os bichanos, em contrapartida, precisam de uma quantidade maior de proteínas do que de carboidratos em sua dieta. Por isso, a ração de gato tem uma grande concentração de proteínas, aminoácidos essenciais (como taurina, metionina e arginina) e também de gorduras.

Obs.: Vale destacar que as rações também variam em termos de linha (pode ser econômica, standard, premium e superpremium), de sabor e até de idade (existe ração para filhote, adulto e idoso, por exemplo). Uma boa dica é consultar um veterinário para comprar o tipo mais adequado para o seu pet. 

Como evitar que o cão (ou gato) coma a ração errada?

Para evitar que os pets façam um rodízio de rações, o mais indicado é definir um horário para a alimentação e ficar de olho até eles rasparem as vasilhas. Quando o gato é mais chato de comer, por exemplo, é bem comum que o dono deixe a ração à disposição o dia todo. No entanto, esse hábito não é muito indicado, pois a comida tende a ficar mole e ainda exposta a insetos e microrganismos. Além disso, caso haja algum cachorro comilão em casa, são grandes as chances de ele acabar comendo a ração do felino. Portanto, tente sempre organizar a rotina dos bichos (separá-los na hora de comer, se necessário) para evitar esses acidentes, ok?

Matérias: Pets

Ver mais