Organização

Booktubers contam como gostam de organizar a estante de livros e dão dicas para deixá-la com a sua cara

Raquel Moritz, do 'Pipoca Musical', possui duas estantes, mas é na menor que ela guarda livros do seu autor favorito}
Raquel Moritz, do 'Pipoca Musical', possui duas estantes, mas é na menor que ela guarda livros do seu autor favorito
Barbara Montechiare, dona do canal 'Um Metro e Meio de Livros', sugere acrescentar lembrancinhas de viagem e até bichos de pelúcia na estante para deixá-la mais bonita}
Barbara Montechiare, dona do canal 'Um Metro e Meio de Livros', sugere acrescentar lembrancinhas de viagem e até bichos de pelúcia na estante para deixá-la mais bonita
Raquel Moritz, do 'Pipoca Musical', possui duas estantes, mas é na menor que ela guarda livros do seu autor favorito}
Barbara Montechiare, dona do canal 'Um Metro e Meio de Livros', sugere acrescentar lembrancinhas de viagem e até bichos de pelúcia na estante para deixá-la mais bonita}

Amantes de livros podem até ter a casa bagunçada, mas é difícil acreditar que a sua estante não seja impecável. Afinal, é lá que eles guardam alguns dos seus bens mais preciosos, e por isso o cantinho merece cuidados. Mas por mais que se esforcem em deixar o espaço limpo, muita gente não faz a menor ideia de como começar a organizá-los. Para te ajudar com essa tarefa, nós fomos atrás de especialistas no assunto: booktubers.

Para quem não está familiarizado com o termo, saiba que booktubers nada mais são do que youtubers que falam sobre livros. Barbara Montechiare e Raquel Moritz, são, respectivamente, donas dos canais "Um Metro e Meio de Livros " e "Pipoca Musical ", e dedicam parte de suas vidas a compartilhar o amor que têm pela literatura com seus seguidores. As duas bateram um papo com a gente e deram dicas para quem quer aprender a organizar a estante sem deixar sua própria personalidade de lado.

Afinal, qual a melhor forma de organizar uma estante de livros?

Não existe uma resposta certa ou errada para essa pergunta, já que cada um gosta de organizar a estante de um jeito. Tem gente, por exemplo, que divide os livros por cor, enquanto outros não conseguem ao menos cogitar separar coleções apenas porque as capas possuem tonalidades diferentes.

Raquel Moritz tentou várias formas diferentes até perceber qual se encaixava no seu estilo. Isso porque até os vinte e poucos anos ela guardava tudo em um armário, e só quando comprou uma estante teve que parar para pensar em como deixaria tudo arrumado.

"A organização que fiz naquele momento eu levei pro resto da vida: separados por gêneros, exceto quando o autor era predominante (Tolkien, Gaiman, Asimov, por exemplo). Já tentei separar por cor, ordem alfabética, editora, mas nada funcionava pra mim. As estantes com maior volume de livros estão assim, as prateleiras que acompanham meu home office têm livros do meu trabalho, os favoritos do meu marido e também um cantinho especial só para Neil Gaiman, o autor que mais gosto", conta.

Já Barbara Montechiare adotou uma estratégia muito pessoal na hora de escolher como organizar os livros na estante. "Antigamente eu organizava por editoras e altura dos livros. Mas, hoje em dia, organizo entre livros lidos x não lidos. Como tenho ansiedade e costumo descontá-la comprando livros, essa foi uma forma que encontrei de conseguir ter consciência do meu consumo e de controlá-lo. Hoje eu tenho mais de 200 livros não lidos. Pois é", comenta.

Decoração faz parte da alma da estante

Tudo bem que a organização dos livros é o nosso objetivo, mas por que simplesmente colocá-los lá se podemos fazer uma decoração legal? Os funkos apareceram na lista das duas booktubers - afinal, eles se tornaram queridinhos na decoração do quarto. Mas, tirando isso, elas mostraram que, no final, o importante é usar objetos que remetam a momentos de felicidade.

"Depois que passei da fase 'estante cheia = leitor feliz', consegui arranjar espaço para decorá-la do meu jeito. Coloco pequenos quadrinhos com ilustrações, funkos, alguns itens colecionáveis, tudo que ajude a compor aquele cantinho e a dar a minha cara", afirma Raquel Moritz.

Barbara Montechiare ainda tentou ser mais dedicada, mostrando que para quem tem tempo, paciência - e em alguns casos dinheiro - a organização pode ser ainda mais personalizada. "Coloco de tudo, fotos, lembrancinhas de viagem, de casamentos que fui, funkos e bichinhos de pelúcia. Antigamente eu tentava casar os enfeites com as temáticas dos livros de cada prateleira, mas acabei percebendo que era meio difícil", ri.

Estante cheia? Desapegue!

Um problema muitas vezes enfrentado por fissurados em livros é simplesmente não ter mais espaço para colocá-los na estante. Claro que algumas opções são comprar uma nova, guardar alguns exemplares do armário ou mesmo tentar amontoar um em cima do outro. Mas, sinceramente, vale a pena? Se há algo que as booktubers concordam é que a palavra de ordem para estante cheia é desapego.

"Eu separo os livros que eu não quero mais, por exemplo, aqueles que sei que não vou querer reler. Se são livros que recebi de editoras pelo blog/canal eu faço um sorteio. Se são livros que eu comprei, eu vejo o estado do livro e aqueles mais conservados eu tento vender, já os mais amarelados eu tento levar em sebo ou esqueço por aí para que outra pessoa encontre e possa lê-lo", conta Barbara Montechiare.

A gente sabe que praticar o desapego não é fácil, mas que tal tentar estabelecer uma meta para rever a estante e evitar que ela fique atolada de livros? É exatamente isso que faz Raquel Moritz.

"A primeira vez que eu pensei em me desfazer de livros foi bem doloroso. Tirei pouquíssimos títulos, achei que sentiria falta de tudo, eu acumulava livros não lidos, livros que eu nem gostava tanto assim, livros repetidos para sortear entre seguidores do blog que eu mantinha etc. Depois da primeira vez foi muito mais fácil: agora me comprometo a rever a estante a cada trimestre para passar pra frente os livros que não me interessam mais, os que eu não gosto tanto assim, os repetidos, e levo tudo para doação em bibliotecas. Já me desfiz de mais de trezentos livros com o passar do tempo, e ainda sei que mantenho mais do que deveria. Mas gosto da minha coleção como está hoje! Não é que eu abra espaço para livros novos, necessariamente, mas acaba servindo pra isso também", conta.

Atenção: estantes cheias demais podem trazer outros problemas

Mesmo que a sua estante não esteja abarrotada, o simples fato de ela estar lotada de livros pode trazer alguns probleminhas. As booktubers sofreram com duas situações diferentes, mas ainda assim muito comuns para quem tem uma estante cheia. Raquel Moritz, por exemplo, teve problema com a boa e velha gravidade.

"Bom, a famosa prateleira torta! Resolvi equilibrando os livros de maneira diferente na estante, abrindo espaço para pequenas decorações e deixando os mais pesados no canto inferior. Apesar da estante ser de madeira, felizmente nunca tive problemas com cupins, mas nessa revisão que faço todo trimestre eu passo um pano nos livros e nas prateleiras para deixar tudo em dia", conta.

Embora peso não tenha sido um problema para Barbara não podemos dizer o mesmo dos insetos. Pois é, ela descobriu da pior forma a importância de limpar os livros regularmente.

"Descobri cupins nas minhas estantes e passei por várias fases de luto. Até porque os meus livros de 'As Crônicas de Gelo e Fogo' foram devorados, teve um que eu tive até que jogar no lixo, tava ilegível. Chorei e tudo. Mas meu maior medo era que eu tivesse que me desfazer de uma das minhas estantes, já que ela tinha ficado bem danificada. Tenho 3 estantes que herdei do meu pai, então tem todo o envolvimento emocional por trás. Mas chamei a empresa para dedetizar e o cara avaliou os danos e disse que a base que sustenta a estante não tinha sido prejudicada, que ainda dava para usar. Foi um alívio", lembra.

Quer evitar esse tipo de problema? Então tente colocar pastilhas de cânfora, pedrinhas de naftalina ou essência de lavanda nas estantes e, de tempos em tempos, passe uma flanela em casa um dos livros. Não se esqueça de dar uma atenção especial para a estante, já que é lá que as traças e cupins se escondem.

Dicas para não errar na arrumação da estante

Já está se sentindo inspirado? Ótimo! Mas, finalizar essa arrumação, as meninas ainda dão o pulo do gato para quem quer deixar a estante com a sua cara. Acredite, é mais simples do que você imagina.

"Acho que a estante precisa me refletir como pessoa. Se eu atulho meus livros, não cuido deles, não limpo, não revisito, acumulo tudo que ganho ou compro só porque sim, o que isso diz de mim? Mudar a minha relação com o objeto livro me ajudou até a me entender melhor como leitora e pessoa. Se quiser separar por cor e isso te deixar com um sorriso no rosto quando você olhar pra estante, ótimo; se você tem sangue de bibliotecário e quer separar tudo por gênero e, dentro disso, por ordem alfabética, vá em frente. Uma vez arrumado, se não gostar, pode desarrumar e tentar de outro jeito. Deixar esse cantinho tão especial com a sua cara, decorando com quadrinhos, plantas, bonequinhos ou papelarias que você gosta é uma forma de deixar aquele espaço 100% você", defende Raquel.

Inseguro? Então segue a dica da Barbara: "Tem vários vídeos no Youtube em que os booktubers mostram como organizam a estante deles, é uma forma de estimular a inspiração. Dá pra ir testando vários tipos de organização até achar uma que mais te agrade", finaliza.

Matérias: Organização

Ver mais