Pets

Alimentos que gatos não podem comer e outros 4 erros na alimentação do gato que você deve evitar

Entre os alimentos que gatos não podem comer, destacam-se leite e bebidas com cafeína
Entre os alimentos que gatos não podem comer, destacam-se leite e bebidas com cafeína

Ração úmida, seca, verduras, ovos cozidos… São muitos os ingredientes nutritivos que podem fazer parte da dieta dos felinos. Mas você sabia que existem alimentos que gatos não podem comer? Algumas frutas e produtos industrializados, por exemplo, contêm substâncias tóxicas ou nutrientes que não conseguem ser bem digeridos pelo organismo dos pets. Por isso, é muito importante tomar cuidado com a alimentação do seu bichinho! Para te ajudar, nós separamos uma lista de coisas que gatos não podem comer e erros comuns que precisam ser evitados. É só continuar lendo!

Quais são os alimentos que gatos não podem comer?

Além de preparar um cardápio saudável para gatos - com uma ração de qualidade e frutas benéficas para os felinos, é importante ficar atento aos alimentos que gatos não podem comer de jeito nenhum. Conheça os principais deles:

Gato pode tomar leite? Lactose pode ser prejudicial ao felino

Você sabia que o leite de vaca pode ser prejudicial para a saúde dos gatos? Isso acontece porque a bebida não contém os nutrientes necessários para a dieta dos felinos e pode desequilibrar o sistema digestivo dos animais. Para começar, o leite não consegue suprir a necessidade de proteínas que o gato precisa e também tem uma quantidade muito maior de carboidratos com relação à que é permitida para os bichinhos.

No fim das contas, caso o animal beba leite com frequência, pode ter problemas no aparato gastrointestinal e apresentar sintomas como vômitos e diarreias. Vale destacar, ainda, que com o passar do tempo os gatos tendem a perder a capacidade de produção da lactase, enzima responsável por digerir a lactose (substância presente no leite). Portanto, nada de dar leite para o seu pet no dia a dia, ok?

Chocolate contém substância tóxica para gatos

Além de conter lactose, o chocolate industrializado geralmente é feito com muito açúcar e contém uma substância chamada teobromina (presente no cacau) que é tóxica para o gato. Por isso, o chocolate é considerado um dos alimentos mais perigosos para os animais. Caso consumido, pode causar diarreias, vômitos e até sintomas mais graves que podem causar a morte do bichinho.

Alimentos industrializados muito salgados devem ser evitados

Evitar biscoitos e alimentos industrializados é outra regra importante para a dieta dos gatos. O excesso de sódio, que é bastante comum em produtos ultraprocessados, pode se acumular nos rins do animal e causar uma série de problemas urinários. Por isso, inclusive, alimentos enlatados (como atum e sardinha) não são indicados para incrementar o cardápio dos felinos.

Uvas podem fazer mal para os rins dos gatos

Você sabia que as uvas também podem afetar a saúde urinária dos felinos? Elas contêm substâncias que fazem mal aos rins, podendo causar desconfortos e desencadear problemas mais sérios.

Outras frutas que gatos não podem comer: abacate, caqui e frutas muito cítricas (como limão e abacaxi).

Bebidas com cafeína podem causar convulsões e problemas cardíacos nos felinos

Café, chá-verde, mate, chá-preto e outras bebidas com cafeína também devem ser evitadas na alimentação do gato. Elas podem causar convulsões, hiperatividade e até problemas cardíacos no bichano. Por isso, nunca deixe o gato beber cafeína sem querer, ok?

Carne crua pode causar uma intoxicação alimentar nos pets

Embora os gatos possam comer peixe e frango cozidos, que são fontes de proteína, carnes cruas devem ser sempre evitadas, ok? Isso porque elas contêm bactérias e diferentes microrganismos que podem causar uma intoxicação alimentar nos bichos. Ou seja, caso você queira incrementar a dieta do felino, aposte sempre em carnes magras cozidas sem temperos e diferentes vegetais.

O que gato não pode comer? Saiba outros erros na alimentação do felino que você não deve cometer

Além de não oferecer leite e derivados, alimentos ricos em sódio ou açúcar para os felinos, é necessário evitar outros erros comuns. Assim, é possível manter o gato sempre saudável e ter uma rotina de alimentação bem definida para o animal.

1. Alimentação do gato deve ser preferencialmente úmida

É bastante comum que os gatos bebam pouca água no dia a dia e, por isso, podem desenvolver problemas relacionados à desidratação. Por isso, é importante que você faça uma alimentação preferencialmente úmida, o que ajuda a hidratar o gato de forma indireta. A ração úmida para gatos Qualitá, por exemplo, é bem nutritiva e também ajuda a estimular o apetite do animal.

2. Sabia que ração de cachorro faz mal para gato?

Se você tem gato e cachorro em casa, deve saber que a convivência entre as espécies, às vezes, pode causar algumas complicações. Caso não haja cuidado em separar as rações, por exemplo, é bem possível que o gato coma a comida do cachorro e vice-versa.

O problema é que caso isso aconteça com frequência, os animais podem desenvolver alguns distúrbios - como carências nutricionais e desconfortos gastrointestinais. Por isso, a nossa dica é sempre separar bem o local em que cada bichinho se alimenta, ok? Na hora que for dar a ração do cachorro, por exemplo, fique de olho até que ele termine e retire a tigela.

3. Dar comida de pessoas para os felinos pode ser prejudicial

Outro erro que algumas pessoas cometem é oferecer para os gatos e cachorros a comida que está no prato. Mas, como explicamos acima, existem alguns alimentos que são bastante prejudiciais para os animais - principalmente os que têm muito sal ou açúcar.

Lembre-se de dar apenas uma ração de qualidade ou montar uma alimentação natural regrada (com a ajuda de um veterinário, de preferência) para que o seu bichinho fique sempre saudável.

4. Ração para gatos castrados, filhotes e outras: atente às necessidades específicas do gato

Outra dica importante é sempre comprar a ração que seja o mais adequada possível para o seu pet. Algumas pessoas, por exemplo, oferecem uma comida genérica para o gato, sem atentar às necessidades nutricionais específicas do animal. Você sabia, por exemplo, que existe uma ração própria para gatos castrados?

A ração para gatos filhotes, por sua vez, costuma ter grãos menores e tem uma fórmula diferenciada, voltada para o bom crescimento dos felinos. O ideal é consultar um veterinário para comprar o melhor tipo de ração de gato para o seu animal de estimação.

Matérias: Pets

Ver mais