Pets

Alimentação de cães filhotes: qual a quantidade correta e quantas vezes o cachorro deve comer por dia?

A alimentação de cães filhotes varia bastante nos primeiros meses de vida
A alimentação de cães filhotes varia bastante nos primeiros meses de vida

A quantidade de ração ideal - sobretudo para cães filhotes - e com que frequência ela deve ser distribuída ao longo do dia são duas grandes questões que sempre acabam acompanhando os donos de primeira viagem. Pensando nisso, nós decidimos reunir todas as dicas para te orientar na hora da alimentação do seu filhote e acabar com essas dúvidas de uma vez por todas! Então já pode começar a se tranquilizar e a conferir essa matéria:

Frequência da alimentação varia de acordo com os primeiros meses de idade do filhote

Os primeiros 8 meses de vida de um filhote são os mais cruciais para a sua alimentação. Sabe aquela lógica de que as crianças devem se alimentar bem até certa idade para crescerem mais fortes e saudáveis? Então, para os baixinhos de quatro patas funciona da mesma maneira.

Filhotes de 2 a 4 meses de idade devem comer pelo menos 4 vezes ao dia (se for melhor para você, distribua a frequência conforme os horários das refeições da casa). Se o filhote estiver na faixa etária dos 4 a 8 meses, o ideal é alimentá-lo 3 vezes ao dia. E se o seu cachorro já tiver passado dos 8 meses, a quantidade se estabiliza em 2 vezes ao dia.

Porte, idade e peso são fatores que influenciam na quantidade de ração

A primeira informação que você deve ter em mente é que a quantidade de comida normalmente varia de acordo com o tamanho e a idade dos seus filhotinhos. Em geral, todas as especificações necessárias estão presentes nas embalagens de ração, então você não precisa se preocupar tanto com os detalhes. Mesmo assim, vale a pena ter noção de algumas "regrinhas".

A primeira delas é que a partir dos 45 dias de vida já é possível alimentar o seu cão com a ração. E, antes do primeiro ano de idade, a quantidade de ração deve corresponder a cerca de 10% do seu peso corpóreo. A partir de 1 ano, a quantidade deve acompanhar a saudabilidade do seu cão, o porte e a idade. Normalmente a porcentagem diminui conforme o tamanho aumenta. Por isso, é muito importante comprar as rações que se enquadram nas especificidades do seu cachorro e seguir todas as indicações corretamente. Para te ajudar, separamos a quantidade indicada de ração de acordo com o porte e a idade. Dá uma olhada:

- Porte miniatura: durante os primeiros 3 meses de vida ele precisará consumir de 30g a 80 g por dia. De 3 a 6 meses aumente para até 120 g. A partir desse período o seu cão pode ser alimentado com a ração para adultos.

- Porte pequeno: até completar 3 meses os cães de porte pequeno devem ser alimentos com uma quantidade de ração que varia entre 65 g e 135 g por dia. Depois, até completar 6 meses, de 80 g a 150 g.

- Porte médio: de 1 a 3 meses de vida filhotes desse tamanho precisam receber entre 100 g e 358 g por dia de ração. De 3 a 6 entre 200 g e 400 g, e de 6 a 9 de 230 g a 450 g.

- Porte grande: filhotes que possuem entre 1 e 3 meses de vida devem receber uma quantidade diária de ração que varia entre 120 g e 400 g. Entre 3 e 6 meses essa quantidade pode variar entre 300 g e 650 g. De 6 a 9 o valor fica entre 500 g e 750 g. Por fim, entre 9 e 15 meses é indicado alimentá-lo com uma quantidade que varia entre 550 g e 800 g por dia.

- Porte gigante: cães que considerados de porte gigante devem receber uma boa dose de ração desde o primeiro mês de vida. Desse período até completar 3 meses o indicado é alimentá-lo com entre 200 g e 500 g por dia. Entre 3 e 6 meses essa quantidade aumenta para um valor diário que mínimo de 480 g e máximo de 750 g. De 6 a 9 ele deve receber entre 690 g e 900 g, enquanto de 9 a 15 de 700 g a 1000 g. Por fim, de 15 a 21 meses de 750 g a 1100 g.

Em caso de dúvidas, não hesite em consultar o veterinário

Seja para descobrir o peso do seu cachorro ou para esclarecer dúvidas pendentes, lembre-se: os especialistas no assunto podem te ajudar. E é sempre bom para o cãozinho ter um acompanhamento médico veterinário frequente, então não hesite em consultá-lo sempre que necessário.

Matérias: Pets

Ver mais