Pets

Alergia em cachorro pode ocorrer por diferentes fatores! Saiba o que fazer para evitá-la

Para evitar a alergia em cachorro, uma boa dica é apostar em uma limpeza mais neutra
Para evitar a alergia em cachorro, uma boa dica é apostar em uma limpeza mais neutra

Vermelhidão, coceira na pele, feridas e irritação: você sabia que todos esses sintomas são característicos da alergia em cachorro? Pois é! Assim como nos humanos, essa reação é bem comum entre os nossos amigos de quatro patas. A boa notícia é que existem diversas formas de prevenir o seu desenvolvimento. E para que você saiba a maneira certa de como cuidar do pet, nós separamos algumas dicas do que fazer para evitá-la! Confira:

Alergia canina pode ser ocasionada por produtos de limpeza, picadas de insetos, poeira e hipersensibilidade alimentar

O desenvolvimento da alergia em cachorro pode ser ocasionado por diversos fatores, mas a maioria está subdividida em três grupos principais: o da Dermatite Alérgica à Picada de Ectoparasitos (DAPE), o da Dermatite Atópica e o da Hipersensibilidade Alimentar.

O primeiro deles (DAPE) diz respeito às picadas de insetos, como pulgas e carrapatos, que se instalam fora do corpo do hospedeiro e são considerados ectoparasitas. Esse tipo de alergia é bem comum entre os bichinhos amigos de quatro patas e, normalmente, é provocado devido aos componentes presentes na saliva desses insetos que, após a picada, ocasionam a reação.

O segundo grupo, de Dermatite Atópica, engloba as substâncias presentes no ambiente que podem provocar alergia no pet ou desproteger a barreira cutânea da pele, facilitando a entrada de alérgenos como ácaros, fungos e bactérias. Muita gente não sabe, mas alguns produtos de limpeza se encaixam perfeitamente nessa categoria, como substâncias com cloro ou ácidos, e devem ser evitados durante a faxina (principalmente na limpeza dos pisos).

Já o terceiro e último grupo é caracterizado pela alergia alimentar. Fontes de proteínas e carboidratos que não caem bem no bichinho ou até mesmo corantes e conservantes presentes na ração podem facilmente desenvolver reações alérgicas. É claro que, hoje em dia, as marcas de rações confiáveis já levam todos esses fatores em consideração, mas dependendo da sensibilidade do cachorro ele ainda pode desenvolver algum tipo de sintoma alérgico.

Mas afinal, como evitar a alergia em cachorro?

A primeira dica para prevenir a alergia em cachorro é observar os sintomas do doguinho. Se a pele dele estiver irritada, vermelha ou com pequenas feridas é bem provável que ele esteja desenvolvendo alguma alergia. Nesse caso, você deve levá-lo ao veterinário para identificar o problema e prosseguir com o tratamento.

Mas se o cachorro não estiver com nenhum sintoma, há outras maneiras de evitar a reação: uma delas é substituindo os produtos de limpeza pesada, como os que possuem cloro, amônia e ácidos de maneira geral, pelos mais neutros, como álcool e detergente. Você também pode investir no uso do aspirador de pó que elimina a sujeira com facilidade e ajuda a manter a casa limpa por mais tempo.

Outra maneira é aderindo a um cardápio de alimentação natural para cachorro em caso de alergia alimentar. No entanto, assim como no caso dos felinos, o ideal é que ele seja prescrito de acordo com as necessidades do pet e supervisionado por um especialista. Assim não tem erro!

Matérias: Pets

Ver mais