Limpeza

A limpeza pós-obra é essencial! Veja dicas para realizar a tarefa sem ajuda de um profissional

  Obras em casa deixam o ambiente bagunçado, mas seguindo algumas dicas de faxina é possível minimizar o problema para ter menos trabalho com a limpeza quando a reforma acabar
Obras em casa deixam o ambiente bagunçado, mas seguindo algumas dicas de faxina é possível minimizar o problema para ter menos trabalho com a limpeza quando a reforma acabar

Depois de meses com a casa cheia de materiais de construção, poeira e bastante quebra quebra, o alívio de quando a obra acaba é algo que chega a ser difícil de explicar. Mas a grande verdade é que mesmo que ela tenha terminado, ainda há muito trabalho pela frente no que diz respeito à limpeza e reorganização dos cômodos - e isso vale tanto para os que foram reformados quanto para aqueles que continuaram do mesmo jeito, mas que receberam uma camada da poeira que, certamente, invade todos os cantos da casa.

Não sabe nem por onde começar na missão de fazer a casa voltar ao normal? Nós preparamos algumas dicas que vão fazer esse processo se tornar mais ágil sem que você precise da ajuda de um profissional para colocar tudo em ordem!

1. A limpeza pós-obra depende de como foram o antes e o durante

A preparação da sua casa antes da obra influencia muito no trabalho que você vai ter para colocar tudo em ordem depois que o processo acabar. Nos cômodos da casa que vão ser reformados, o ideal é desmontar os móveis e colocá-los num lugar seguro e encaixotar todos os outros objetos - como se você estivesse de mudança, mesmo. Os móveis que não puderem ser desmontados devem ser protegidos com plástico ou tecido da poeira que vai surgir com o quebra quebra. Enquanto a obra estiver ocorrendo, você pode achar que fazer limpezas simples a cada dois ou três dias não funciona, mas acredite: elas vão diminuir o acúmulo que deverá ser retirado no final. Isso é essencial principalmente em reformas de longa duração em casas onde já mora uma família.

2. Faça o máximo para organizar a bagunça antes de começar a limpar

Uma coisa é certa: durante o período da obra o caos se instala dentro da sua casa. Com muitas coisas fora do lugar, é necessário fazer, antes da limpeza, uma organização mínima. Por isso, ao menos vá colocando os objetos em seus devidos cômodos. A intenção é diminuir a quantidade de coisas e liberar o espaço necessário para uma limpeza eficiente funcional. No caso dos cômodos novos, que estão completamente vazios depois de terem sido construídos na obra, a ordem é a contrária: limpe todos os resíduos da reforma e higienize, também, os objetos e móveis que devem entrar ali antes de serem colocados no lugar.

3. Não tenha medo de jogar coisas fora

Encontrar uma série de objetos que ninguém lembrava que existia antes, durante e depois da obra, é uma das coisas mais comuns a acontecerem neste processo. Aproveite a mudança na casa para praticar o desapego: já que a reorganização é inevitável, aproveite para deixar de lado os objetos, utensílios e peças de roupa que não são mais úteis e não foram usados no último ano (depois de tanto tempo certamente eles não voltarão para o seu dia a dia). Diminuindo o volume de coisas fica muito mais simples de limpar e colocar tudo no lugar depois.

O lixo resultante da obra, por sua vez, é algo que também precisa ser descartado, mas da maneira correta. Os restos de materiais de construção, como tijolos, revestimentos e madeiras não são recolhidos normalmente. Dependendo de onde você mora será necessário acionar uma equipe especial de coleta que vai, gratuitamente, retirar todos esses restos na sua casa. Você só precisa organizar tudo, de preferência num local coberto, e ficar atento à possibilidade da proliferação de animais indesejados, como baratas e mosquitos.

4. Utilize os produtos de limpeza e ferramentas corretas para cada canto da casa

Para tornar a faxina mais ágil, você vai precisar dos parceiros certos. O aspirador de pó, por exemplo, é exatamente o que você precisa para retirar completamente os resíduos de poeira dos cômodos sem causar irritações ou alergias. Caso você não tenha um, prefira a vassoura de pelos, que, além de não arranhar o piso, funciona de forma mais delicada e não espalha a poeira ao invés de juntá-la. A mesma regra vale para os produtos de limpeza: você precisa descobrir qual é o necessário, no seu caso, de acordo com o que precisa limpar. Para retirar manchas de tinta do chão e higienizar os estofados, por exemplo, vão ser necessários produtos diferentes.

5. Estipule uma ordem antes de começar a limpar os cômodos

Isso já precisa ser feito nas faxinas comuns do dia a dia, mas no pós-obra, que pede uma limpeza generalizada e mais pesada, é essencial. Assim, os cômodos que já foram limpos vão permanecer assim até que você termine tudo. O ideal é começar pelos que ficam mais distantes da entrada. Em casas de dois andares, por exemplo, o primeiro deve ser o quarto mais afastado, no fim do corredor.

No caso dos banheiros, você pode limpar primeiro, mas apenas para que a sujeira dele não vá para o corredor depois de estar faxinado. A cozinha, que geralmente tem outra porta e também deve ser lavada, pode ficar por último na parte interna da casa. Finalize limpando a varanda e o quintal. Se não conseguir fazer tudo no mesmo dia, certifique-se de colocar paninhos para evitar a passagem da poeira e tome cuidado para não fazer isso enquanto vai de um cômodo a outro.

Matérias: Limpeza

Ver mais