Fun

7 situações que todo mundo passa quando vai morar com alguém

Dividir a casa com alguém não é uma tarefa fácil, mas seguindo algumas regras de boa convivência você terá um lugar para chamar de lar, doce lar
Dividir a casa com alguém não é uma tarefa fácil, mas seguindo algumas regras de boa convivência você terá um lugar para chamar de lar, doce lar

Morar sozinho pela primeira vez é um desafio. Mas dividir a casa com alguém pode ser uma  tarefa mais difícil ainda - afinal, sendo amigos de longa data ou não, cada um tem seu jeito, seus costumes e nem sempre pode dar certo reunir tudo isso em um lugar só.

Pensando nisso, para já preparar quem vai morar junto com uma ou mais pessoas e relembrar momentos que quem já está nessa passa, preparamos uma lista com 7 situações. Vem conferir!

1. Querer ficar sozinho e não ter privacidade

Tem dias que a gente acorda e só quer fica sozinho, não é? Quando isso acontece em casa, com a família, temos intimidade suficiente para falar "ei, me dá um tempo hoje". Mas, quando dividimos a casa com alguém, nem sempre é assim - e é bem provável que você tenha que trabalhar um pouquinho a sua paciência para aguentar quem divide o mesmo teto sem se estressar. A dica para evitar brigas é tentar falar, nos dias bons, que tem vezes que você curte ficar mais calado e na sua para o seu roommate não estranhar quando mal ouvir o seu "bom dia" pela manhã. 

2. Se programar melhor para usar o banheiro

Se vocês tiverem apenas um banheiro em casa, também é importante que um fique de olho no horário em que o outro costuma usar para não correr o risco dos dois precisarem tomar banho na mesma hora. Por exemplo, digamos que você tenha um compromisso às 17h. Se você sabe que o seu companheiro de casa sempre toma banho às 16h para ir à aula, talvez seja melhor se antecipar para que ninguém se atrase.

3. Avisar quando vai levar visitas (principalmente namorados/namoradas)

Outra situação muito comum para quem divide a casa com outra pessoa é a importância de não esquecer de avisar quando vai levar alguém para casa. Seja amigo ou namorado/namorada, mas principalmente estes últimos para que não fique um clima desagradável no local se vocês ficarem de romance no quarto, na cozinha e na sala de estar (com bom senso, é claro). Para não se estressar com essa norma implícita, é só se colocar no lugar do outro: você gostaria se estivesse à vontade em casa e chegasse alguém do nada? Então.

4. Ser mais organizado para sua bagunça não atrapalhar o outro

Não tem nada pior que lidar com a bagunça dos outros. Por isso, mesmo que você não seja uma pessoa muito organizada, se esforce em não atrapalhar o espaço do outro com a sua desordem! Procure cumprir as tarefas em comum pelo bem e harmonia da casa e não deixe nada bagunçado à mostra - ainda mais se perceber que o seu companheiro de casa gosta de tudo em seu devido lugar.

5. Dividir o controle da TV da sala

Se você tem o hábito de assistir a televisão na sala, fique sabendo que vai ter que aprender a compartilhar o controle - afinal, tem mais gente na casa. Tudo bem pedir para usar a TV na hora do seu programa favorito, mas não vale ficar o dia todo vendo só o que é da sua vontade, certo? É questão de bom senso e evita muitas brigas indesejadas.

6. Brigas nos dias de mau humor

E por falar em brigas... É quase impossível dividir a casa com alguém e não acabar se estressando nos dias em que um ou outro acorda com a pá meio virada. Se isso acontece até entre a família, é normal que também role com quem está no mesmo espaço que você todos os dias. Nessas situações, independentemente do seu lado na discussão, o ideal é ficar na sua para evitar um climão - mas não dá para enganar: é inevitável lidar com briguinhas e estresses em um lar compartilhado. Mas a boa notícia é que passa, viu? Só não perder a linha.

7. Ter um ombro para chorar longe da família

Por mais que você tenha que controlar melhor o horário de uso do banheiro, dividir a televisão e se estresse uma vez ou outra, fique sabendo que, com sorte, você pode conseguir uma segunda família quando divide a casa com uma ou mais pessoas. Convivendo todos os dias juntos, é mais que possível firmar uma forte amizade e contar com um ombro para chorar nos dias ruins e alguém para compartilhar risadas nos bons momentos. É só procurar ter uma boa convivência que, certamente, essa parte boa vem junto com todos os perrengues!

Matérias: Fun

Ver mais