Economia do lar

7 atitudes que fazem você perder dinheiro e como reverter esse quadro

Um dos erros domésticos mais comuns é escovar os dentes com a torneira ligada
Um dos erros domésticos mais comuns é escovar os dentes com a torneira ligada

Você sabia que dá para reduzir significativamente os gastos mensais com a casa? Pois é, existem alguns errinhos que a gente costuma cometer no dia a dia que acabam custando muito caro no final do mês. Só que se a gente se policiar, dá para reverter esse quadro tranquilamente! Atitudes como gastar muita água, energia elétrica ou errar a mão na quantidade de comida são as que mais afetam as finanças domésticas. Quer descobrir quais são as manias que você precisa abolir de vez? É só continuar lendo!

1. Não olhar a data de validade dos produtos

Durante as compras de mercado, um dos erros mais comuns é se esquecer de verificar a data de validade dos produtos. Só que algo tão simples e bobo pode resultar em um gasto extra totalmente desnecessário. Por isso, você tem que se policiar para sempre olhar a validade de todos os produtos que compra (sem exceção!). Uma boa dica é aproveitar o tempo que você espera na fila do caixa para verificar todos os itens. Com o tempo, isso vai se tornar um hábito e você já vai fazer essa checagem de forma quase automática.

2. Exagerar na quantidade de comida que prepara

Sabe quando você prepara um almoço mas, no fim, acaba sobrando mais do que você esperava? Isso significa que você calculou errado a quantidade e, agora, vai ter que lidar com as sobras da comida. Muitas vezes, a gente consegue reaproveitar as comidinhas nos dias seguintes. Mas, caso a quantidade seja realmente muito grande, é possível que você acabe precisando jogar alimentos fora. Então, para evitar esse tipo de desperdício, o ideal é que você sempre prepare as refeições na medida certa. Assim, não corre o risco de as coisas estragarem e você também pode comer alimentos mais fresquinhos.

Obs.: Tem gente que prepara uma quantidade grande de comida só que de forma planejada - geralmente para comer durante mais dias e, assim, não precisar cozinhar com tanta frequência. Mesmo neste caso, é importante fazer um cálculo certo da quantidade para evitar desperdícios.

3. Escovar os dentes com a torneira ligada

Essa é mais uma mania que você precisa cortar de vez do seu dia a dia. Pode até parecer bobagem, mas quando escovamos os dentes com a torneira ligada desperdiçamos uma quantidade enorme de água. Fora que ficamos com pressa de terminar a escovação e, por isso, não fazemos com o devido capricho. Por isso, você deve liberar a saída de água apenas quando for enxaguar a boca. Antes disso, mantenha a torneira desligada e escove bem os dentes, sem nenhuma pressa. A natureza agradece e o seu dentista também!

4. Esquecer as luzes acesas

Quem é que nunca saiu de casa e ficou com aquela sensação de ter deixado a luz acesa? Pois é, esse é um dos erros que podem jogar a conta de luz lá pra cima! Por isso, antes de sair de casa, é muito importante que você verifique todos os cômodos e se certifique de que as lâmpadas estejam todas desligadas (ainda mais se você for ficar muito tempo longe de casa). Além disso, lembre-se de também de desligar os ventiladores, ares-condicionados, abajures, luminárias e por aí vai.

5. Deixar os aparelhos ligados sempre na tomada

Sabia que deixar os aparelhos sempre plugados na tomada também gasta mais energia? Muita gente acha que isso não faz muita diferença, mas, no fim das contas, é um hábito determinante para o aumento da conta de luz. Dentre os aparelhos que mais consomem (mesmo quando desligados) estão os computadores, TVs e eletrodomésticos de cozinha.

Então, se você quer economizar, uma boa dica é desplugar esses aparelhos da tomada quando eles estiverem fora de uso. Essa é uma atitude tão simples, mas que já vai refletir superbem nos gastos com energia. Entre os equipamentos que você pode sempre tirar da tomada sem problemas temos: micro-ondas, forno elétrico, televisão, aparelho de som e computador. Já vai ser um adianto incrível, pode apostar!

6. Demorar muito tempo no banho

Quando demoramos muito tempo no banho, aumentamos significativamente os gastos com água. Mas não é só isso: chuveiros elétricos também são um dos maiores consumidores de energia, usada para aquecer a água - gastam até mais que o ar-condicionado, sabia? Por isso, uma boa dica é tentar não exagerar no tempo de banho. Além de ser uma medida sustentável (o meio ambiente agradece muito), é mais uma forma de reduzir os gastos domésticos mensais. Fica a dica!

7. Deixar a porta da geladeira aberta por muito tempo

Ok, nem todo mundo comete esse erro - até porque, pelo menos uma vez na vida, todo mundo já levou a clássica bronca "fecha essa geladeira!" da mãe ou da avó. Aliás, para quem quer economizar, realmente é importante não demorar muito tempo com o refrigerador aberto. Isso porque, quando a porta fica aberta, o ar frio da geladeira sai e o quente entra. Portanto, se gasta mais energia para resfriar o interior do resfriador depois.

Matérias: Economia do lar

Ver mais