Limpeza

6 superfícies mais suscetíveis a mofo e como se livrar das manchas de bolor

Para tirar mofo de paredes, o ideal é usar água sanitária e esfregar com uma escova de cerdas duras
Para tirar mofo de paredes, o ideal é usar água sanitária e esfregar com uma escova de cerdas duras

Nas estações mais úmidas, é normal se preocupar com o bolor nas diversas áreas da casa. Além de sujar e deixar um cheiro muito forte e característico no local, o mofo favorece o surgimento de doenças e torna o ambiente onde se encontra insalubre. Para se livrar dele, entretanto, o melhor remédio é a prevenção. Por isso, nós preparamos uma lista com as superfícies são mais suscetíveis à presença dos fungos e ensinamos como evitar e se livrar das manchas, caso elas já tenham se instalado.

Saber onde se instala o mofo ajuda você a preveni-lo

Banheiro, lavanderia e cozinha são os principais locais da casa onde o bolor aparece. Graças à temperatura alta e à umidade, combinadas à pouca circulação de ar, esses ambientes se tornam alvos dos fungos. Na hora da faxina, reserve uma atenção especial para esses cômodos para ter uma limpeza mais eficiente.

1. Paredes

Quem nunca viu uma parede mofada que atire a primeira pedra! O mofo na parede é um clássico, mas não precisa ser assim. O segredo é deixar a casa arejada durante algumas horas toda semana. Se a parede já estiver mofada, nada de pânico: é só diluir água sanitária (com cloro) em água e esfregar com uma escova de cerdas resistentes.

2. Armários

Armário é um outro campeão de mofo na casa e tem sua razão de ser: nesse tipo de ambiente fechado se concentram muita umidade e calor. Para evitá-los, é importante deixar as portas abertas e deixar arejar por algumas horas, pelo menos uma vez por semana. Nunca guardar roupas úmidas dentro do armário também é outra forma de evitar o problema. Além disso, você também pode usar um evita mofo para driblar o bolor. Para retirar as manchas, use vinagre com bicarbonato de sódio, aplicados com um pano.

3. Pia

Superfície de alta concentração de umidade e utilizada diariamente, a pia não poderia faltar nessa lista. Para evitar a concentração de manchas, sempre use o rodinho de pia e esqueça o pano - que geralmente sempre está úmido e é foco de fungos e bactérias. Se a intenção é eliminar o bolor, você pode usar alvejante com cloro, como água sanitária, com bicarbonato de sódio, esfregando com uma escova de cerdas duras.

4. Vaso sanitário

Assim como a pia, o vaso sanitário é um local extremamente úmido e, por estar no banheiro, precisa de uma atenção especial. O mofo do vaso pode ser eliminado facilmente com um limpador de cloro ativo ou água sanitária.

4. Azulejos

Famoso pelos rejuntes quase sempre muito úmidos, devido à presença do limo, o azulejo é uma superfície com grande facilidade para criar bolor. Os ambientes devem ser arejados com frequência para evitar os fungos, mas caso o mofo persista, as manchas devem ser limpas de preferência com vinagre e bicarbonato, limpa limo ou água sanitária.

5. Tecido

Seja a roupa de cama, do armário, ou a toalha, o mofo no tecido é algo que dá aquela tristeza no coração pelo medo de perder a peça. Mas a mancha é reversível! Para isso, você pode lavá-la com a ajuda de um tira manchas, esfregando bem com uma escova, e enxaguar em água quente. Para evitar, já sabe, né? Nada de guardar roupa úmida, e se a umidade da casa estiver alta, deixe o tecido secar ao sol por um tempo.

6. Colchão

Além de ácaros e germes, os colchões também podem mofar - o que é um risco grande para a sua saúde, já que você dorme nele todos os dias. Para removê-la, uma dica é misturar vinagre, bicarbonato de sódio e álcool e esfregar as manchas com escovas de cerdas macias. Para evitar o mofo, deixe o seu colchão tomar um pouquinho de sol periodicamente.

Matérias: Limpeza

Ver mais