Alimentação

6 receitas nordestinas típicas para preparar em casa

A moqueca de peixe é um prato tradicional nordestino feito com azeite de dendê, óleo de coco, cebola, pimentão e diversos temperos
A moqueca de peixe é um prato tradicional nordestino feito com azeite de dendê, óleo de coco, cebola, pimentão e diversos temperos

Celebrado em todo dia 8 de outubro desde de 2009, o Dia do Nordestino é destinado para enaltecer essa região calorosa e rica em termos culturais e gastronômicos. E, para não deixar a data passar em branco, nós separamos 6 sugestões de receitas nordestinas que são deliciosas, bem temperadas e merecem ser preparadas para a celebração. Basta escolher a sua preferida e colocar a mão na massa!

1. Moqueca de peixe

Tem como resistir a uma boa moqueca de peixe? Preparada com tomate, cebola, pimentão e diferentes temperos, essa tradicional receita nordestina é a escolha perfeita para celebrar este 8 de outubro. Além de nutritiva, ela é muito saborosa e bem elaborada!

Você vai precisar de: 500 g de cação ou garoupa em postas, 1 cebola grande cortada em rodelas, 2 tomates médios cortados em rodelas, 1 pimentão verde pequeno cortado em rodelas, 1 pimentão vermelho pequeno cortado em rodelas, sumo de 1 limão, 1 garrafa de leite de coco Qualitá (200 ml), 1 colher de sopa de azeite de dendê, 2 colheres de extrato de molho de tomate Qualitá, 2 pimentas dedo-de-moça, sal e cheiro-verde a gosto.

Comece limpando bem as postas de peixe, adicione o sumo de limão e reserve por pelo menos 1 hora. Em seguida, disponha o peixe em uma panela grande, adicione os tomates, os pimentões, a cebola, o sal, as pimentas dedo-de-moça e o cheiro-verde. Adicione o leite de coco e o molho de tomate, misture e leve tudo ao fogo baixo. O ideal é que você deixe o peixe cozinhando por pelo menos 25 minutos (com a panela parcialmente tampada). Por fim, acrescente o azeite de dendê, mexa mais um pouco e, então, é só servir com um arroz branco.

Obs.: Você também pode acrescentar camarões na receita de moqueca para deixá-la ainda mais saborosa e com a cara do Nordeste!

2. Vatapá

Você já deve ter ouvido falar no vatapá - um dos pratos mais tradicionais do Nordeste. Feita basicamente com farinha de rosca (ou pão), camarão, leite de coco, azeite de dendê e diferentes temperos, essa receita é uma das mais saborosas e pode ser encontrada em diferentes versões (feitas com frango, camarão ou peixe, por exemplo).

Você vai precisar de: 500 g de camarão descascado e lavado (sem cabeça e rabo), 10 unidades de pães tipo francês dormidos, 2 dentes de alho picados, 2 cebolas médias picadas, 2 tomates grandes picados, 1 garrafa de leite de coco Qualitá (200 ml), 1 garrafa de azeite de dendê (200 ml), cheiro-verde picado, sal, cominho e pimenta-do-reino em pó a gosto.

Para começar, comece refogando o camarão em uma panela com o alho, cebola, tomate, sal, pimenta, cominho, cheiro-verde e um pouco de azeite de dendê. Depois de refogar uns minutos, reserve. Depois, pique grosseiramente os pães e leve-os para bater no liquidificador com um pouco de água - o ideal é usar 1 copo de água (200 ml) para cada 2 pães batidos.

Despeje os pães já batidos em uma panela grande e leve ao fogo, mexendo sempre até a mistura engrossar. Depois adicione o resto da garrafa de azeite de dendê, misture por mais uns minutos e acrescente o camarão refogado, sem parar de mexer. Você pode acrescentar mais temperos se julgar necessário e, por fim, basta acrescentar o leite de coco e misturar bem. Prontinho!

Obs.: Você pode comer o vatapá com arroz branco e salada ou até mesmo usá-lo para fazer acarajé - outra receita nordestina bem tradicional. Vale a pena experimentar!

3. Tapioca de carne-seca

Caso o objetivo seja fazer um lanche mais simples e ao mesmo tempo nutritivo, a nossa sugestão é apostar na tapioca de carne-seca - que também é a cara do Nordeste! Ela é prática de preparar e fica bem saborosa.

Você vai precisar de: 1 pacote de massa de tapioca, 400 g de carne-seca desfiada, 1 cebola roxa média picada, azeite e cebolinha a gosto, queijo coalho (opcional).

Para preparar, comece dessalgando a carne-seca (deixe-a de molho em um recipiente com água por 24 horas). Depois, escorra a água, desfie a carne e leve-a para refogar em uma panela com o azeite, a cebola e a cebolinha a gosto. Reserve.

Fazer a tapioca em si é a parte mais fácil da receita! Em uma frigideira antiaderente redonda, despeje um pouco de massa e espalhe (lembrando que quanto mais você espalhar, mais a tapioca ficará fina). Leve a frigideira no fogo baixo e, quando um dos lados da tapioca estiver levemente dourado, vire-a (como se fosse uma panqueca). Acrescente o recheio (a carne-seca) e o queijo coalho, se desejar. Tampe a frigideira por 1 minuto, para que o queijo derreta, e então é só fechar a tapioca. Prontinho!

4. Bobó de camarão

Pratos com peixes e frutos do mar têm tudo a ver com a culinária nordestina. O bobó de camarão, por exemplo, é uma receita tradicional da Bahia, originária da culinária afro-brasileira. Que tal preparar esse prato para celebrar este Dia do Nordestino?

Você vai precisar de: 500 g de camarão fresco, 2 dentes de alho amassados, sumo de 1 limão, sal e pimenta-do-reino a gosto, 500 g de mandioca, 2 cebolas picadas, 1 tomate picado, 1 garrafa de leite de coco Qualitá, 1 sachê de molho de tomate Qualitá, 2 colheres de sopa de azeite de dendê, sal e cheiro-verde a gosto.

Comece preparando a marinada para os camarões: lave-os bem, disponha-os em uma bacia e, então, acrescente o limão, o alho, o sal e a pimenta-do-reino. Misture e reserve por uns 30 minutos. Durante esse tempo, leve a mandioca (já descascada e cortada) para cozinhar em uma panela com água. Quando ela estiver molinha, leve para bater no liquidificador junto com a água e reserve.

Em uma outra panela, refogue a cebola e o tomate com um pouco de azeite comum. Em seguida, acrescente os camarões e deixe-os fritar bem. Depois, adicione o molho de tomate, a mandioca batida, o leite de coco, o azeite de dendê e vá misturando bem, até que o bobó fique encorpado. Por fim, acrescente o cheiro-verde, a pimenta e um pouco mais de sal, se necessário. Fica uma delícia!

5. Cuscuz nordestino

Também conhecido como cuscuz de milho (por ser feito com farinha de milho), o cuscuz nordestino é uma receita salgada bem simples de fazer que fica deliciosa. Ele também é uma ótima opção para quem quer montar um cardápio de almoço típico do Nordeste.

Você vai precisar de: ½ xícara de farinha de milho, 50 g de coco ralado Qualitá, ½ garrafa de leite de coco Qualitá (100 ml), ½ xícara de água e 1 pitada de sal.

Primeiro, misture a farinha, o coco ralado e o sal em um recipiente. Em seguida, acrescente a água e o leite de coco e mexa bem, até que fique uma mistura consistente. Deixe descansar por 10 minutos. Em seguida, coloque a mistura na cuscuzeira (utensílio próprio para o preparo do cuscuz). Caso você não tenha uma cuscuzeira em casa, improvise da seguinte forma: encha uma panela com água até a metade e posicione um escorredor (com furos) em cima. Despeje o cuscuz no escorredor e leve o conjunto ao fogo, de modo que o cozimento seja feito através do vapor. Cozinhe o cuscuz por uns 15 minutos e prontinho!

6. Canjica ou mugunzá

Prato tradicional de festa junina, a canjica (também chamada de mugunzá no Nordeste) é uma opção bem saborosa de sobremesa. Ela é feita basicamente com canjica de milho, canela em pó e leite de coco, rendendo uma mistura bem interessante.

Você vai precisar de: 1 pacote de canjica de milho Qualitá (500 g), 1 lata de leite condensado, 1 garrafa de leite de coco Qualitá (200 m), ¼ de xícara de açúcar, 1 litro de leite, coco ralado e canela em pó a gosto.

Para começar, deixe a canjica de milho de molho por cerca de 8 horas. Depois, transfira-a para uma panela de pressão com 2 litros de água nova e o açúcar. Misture com uma colher e leve para cozinhar - quando começar a chiar, marque 20 minutos. Depois, abra a panela e acrescente o leite de coco, o leite, o coco ralado e o leite condensado. Mexa no fogo médio por mais 20 minutos e prontinho! Sirva com canela em pó a gosto que fica ainda mais saboroso.

Matérias: Alimentação

Ver mais