Economia do lar

6 dicas para tornar os seus hábitos caseiros mais sustentáveis

Fechar a torneira da pia quando não estiver usando a água é uma ótima maneira de ajudar o meio ambiente, além de economizar na conta do fim do mês
Fechar a torneira da pia quando não estiver usando a água é uma ótima maneira de ajudar o meio ambiente, além de economizar na conta do fim do mês

Estar em casa significa relaxar, ficar totalmente à vontade e ter liberdade para fazer as coisas do seu jeito. Porém, é importante ter responsabilidade com os seus gastos e com o meio ambiente. Afinal, pequenas atitudes do dia a dia afetam diretamente o seu bolso e o planeta. Quer dizer, para que sair de um cômodo e deixar a luz acesa, correto?

Os atos caseiros que vão de acordo com o conceito de sustentabilidade - ou seja, que visam gerar o mínimo de impacto possível no meio ambiente - são importantíssimas para o bem estar do planeta e, consequentemente, para as futuras gerações. Se isso não for estímulo suficiente para você, pense pelo menos que assim estará economizando.

Sustentabilidade começa com economia de energia

Além das lâmpadas, os eletrodomésticos também devem ser desligados quando não há necessidade de uso. Este talvez seja o passo mais básico para quem deseja iniciar hábitos caseiros sustentáveis. Inclusive, é recomendado tirar os aparelhos da tomada quando não estão sendo usados. Isso ajuda ainda mais a economizar e impede que você gaste recursos naturais à toa.

Economize água em diversas frentes dentro de casa

Evitar o consumo desnecessário de água é outro passo básico para quem deseja se aventurar em uma rotina mais sustentável no lar. E nesse ponto a economia pode ser feita em diferentes frentes, não apenas no banho. A água utilizada para lavar louça, jardim e carro, além da máquina de lavar, pode e deve ser utilizada com inteligência. Por exemplo, na hora de usar a máquina, junte o máximo de roupa possível para lavar tudo de uma vez. Assim você não desperdiça água com diferentes lavagens.

Separe o lixo corretamente

Outro hábito ruim que as pessoas costumam ter é pegar todos os lixos da casa e juntá-los no mesmo saco, sem separar o que é reciclável do que não é, o que é orgânico do que não é. Muitos materiais que iriam para o lixo podem ser reciclados, até mesmo por você. Basta transformá-los em objetos úteis para o seu lar. É o caso de garrafas e caixas, por exemplo.

Aprenda a reaproveitar o lixo orgânico

O lixo orgânico, por sua vez, também pode ser reutilizado. Cascas de frutas, por exemplo, podem ser usadas no preparo de pratos, como doces, por exemplo, ao invés de irem direto para o lixo. Reaproveitar é a palavra de ordem para diminuir a quantidade de dejetos que impactam o meio ambiente.

Pilhas recarregáveis são as mais indicadas

Objetos de difícil descarte, como pilhas, também podem ser muito ruins para o meio ambiente, então prefira usar pilhas recarregáveis nos seus controles remotos de TV, ar-condicionado, aparelho de som etc. Isso ainda te dá a comodidade de não precisar comprar pilhas novas sempre que as antigas esgotarem.

Aproveite melhor o papel em casa e prefira a versão reciclada

Talvez você utilize bastante papel no escritório de casa para fazer impressões e outras coisas, mas saiba que a produção de papel implica no desmatamento de árvores. Portanto, se a ideia é pensar de maneira sustentável, diminua o consumo de papel. Para isso, você pode usar os dois lados da folha para imprimir e comprar papel reciclável - que, inclusive, gasta bem menos energia para ser produzido.

Matérias: Economia do lar

Ver mais