Organização

5 erros de organização que você não pode deixar passar

Uma das dicas para ser mais organizado é colocar apenas as roupas que você está usando no momento em um lugar de fácil acesso
Uma das dicas para ser mais organizado é colocar apenas as roupas que você está usando no momento em um lugar de fácil acesso

Meias trocadas, grandes pilhas de papeis e roupas de frio ocupando espaço na parte de cima do seu armário. Esses são apenas alguns dos erros de organização mais comuns nas casas e apartamentos por aí. Por mais que a gente tente, sempre acabamos perdendo um item ou outro na ansiedade de sair de casa, não é? Para evitar que coisas desse tipo aconteçam e também para ajudá-lo a deixar tudo sempre em ordem, separamos algumas dicas importantíssimas para que você não tenha mais desculpas. Chegou a hora de deixar o seu lado acumulador para trás! Descubra como resolver esse problema:

1. Se não está usando a roupa talvez seja melhor trocá-la de lugar

Um dos erros mais comuns é manter roupas de frio em locais de fácil acesso quando, na verdade, o inverno já acabou. Por serem muito volumosas, isso pode acabar deixando seu armário menos funcional e prejudicar sua rotina principalmente pela manhã. Já imaginou o trabalho que você vai ter procurando as peças de verão? Prefira dobrar os casacos de lã e colocá-los nas gavetas ou armários que você abre com menos frequência. Já as peças de couro devem ser penduradas em cabides - tente colocá-los nos cantinhos do armário para não prejudicar o acesso às outras peças, tudo bem?

2. Não alimente seu lado acumulador com pilhas de papeis

Recibos, contas pagas e a pagar, textos, cópias, documentos. Tudo isso, a longo prazo, pode acabar gerando uma grande pilha de papel completamente desnecessária. Em meros seis meses, o que eram apenas três folhas acabaram se tornando uma gaveta, ocupando ainda mais espaço. Para evitar que isso aconteça, tente descartar tudo aquilo que é inútil em limpas regulares de pouco tempo. Evite jogar fora acidentalmente papeis importantes separando-os dos demais. O mais indicado é reorganizar os documentos duas vezes ao ano. Se quiser, estabeleça um limite para que uma determinada altura da pilha não seja nunca ultrapassada. Isso pode ajudar você a não acumular papéis desnecessários.

3. Atropelar as etapas da organização pode ser mais prejudicial do que você imagina

O que mais existe por aí são pessoas ansiosas em organizar as próprias coisas. E, por causa dessa ansiedade, muita gente se precipita e compra organizadores de variados tipos antes de arrumar a casa. Isso pode ser frustrante de diferentes maneiras, mas a principal delas é a consequência óbvia de ter um monte de caixas por aí, todas fazendo companhia para coisas que sequer precisam ser guardadas nesse tipo de recipiente. Por isso, o mais indicado nessas situações é organizar todos os seus pertences antes de comprar qualquer produto. Dessa forma, você saberá exatamente do que precisa e não vai correr o risco de apenas trocar as peças inúteis de lugar.

4. Decoração de verdade ajuda o ambiente e não atrapalha

Você certamente conhece alguém que é o louco dos porta-retratos: coloca as fotos em todos os cantos acessíveis da sala de estar e até do quarto. Na cozinha, há ímãs o bastante para não ser possível ler os bilhetes fixados na porta da geladeira. Tudo isso pode ser lindo, mas em excesso dá a sensação de acúmulo e desordem. Para resolver o problema, pense primeiro na quantidade que é, de fato, capaz de deixar sua vida mais prática. Em relação aos porta-retratos, poucas fotos podem dar maior destaque a lembranças únicas, enquanto um grande número delas acaba prejudicando a funcionalidade do ambiente - vai ficar muito fácil derrubar e quebrar uma moldura ou outra se todas elas estiverem muito juntinhas, por exemplo. Já em relação aos ímãs, uma boa ideia é estabelecer um número limite, exatamente como a gente fez com os papeis, lembra? Decoração é para ser algo bom e não uma forma de deixar tudo bagunçado.

5. Não tenha áreas neutras para guardar tudo

As famosas dispensas e gavetas menos acessíveis são sempre os locais preferidos para guardar "qualquer coisa". Isso pode ser a raiz de todo o seu problema, porque incentiva você a não só acumular coisas, como a acreditar que um dia poderá precisar delas. É hora do desapego! Liberte-se de itens que não têm a menor utilidade e nunca tiveram qualquer objetivo na sua vida. Mais do que isso, passe a usar os locais onde esses objetos eram guardados para coisas específicas: estabeleça funções para cada gaveta ou armário e não permita que haja um "lugar comum".

Matérias: Organização

Ver mais